Navegando em Tag

vida

Pedaços+Momentos, VIDA

> Viajar é bom, voltar para casa dá frio na barriga!

11/08/2015

Parei na porta, coloquei a mala no chão e antes de girar a chave, senti um frio na barriga. FRIO NA BARRIGA! Depois de mais velha, essa é uma das melhores sensações da vida.

Fazia meses que eu não ficava um tempo fora de casa. Esse é o porém de se trabalhar e morar no mesmo lugar. Ou melhor, no mesmo universo. A gente conversa, sonha, come, dá risada, briga, limpa, suja e trocamos problemas do dia a dia: Tudo isso, no mesmo lugar. Ás vezes, são tantos problemas, que fica difícil nos darmos conta de como a vida é gentil. Temos um teto, um colchão, um chuveiro quente e comida. O sonho de muita gente.
Os últimos três meses foram os mais corridos da minha vida. Não tenho final de semana. Trabalho de manhã até dormir. Vejo pouco minhas amigas, família e perdi um pouco a paciência com a farra na casa. Ao mesmo tempo, qualquer 5 minutinhos, eu corria para perto deles. E com quem amamos, qualquer minutinho é uma eternidade, é conforto para o coração. Então, viajamos. Matei a saudade da minha outra família e lá percebi como aqui o meu tempo voa. E como eu amo essa vida: corrida, com amor e pêlos no chão. Eu não via a hora de viajar e quando viajei, não vi a hora de voltar. Pois lá, senti ainda mais forte, como é bom estar em casa. No caso, a física. Neste canto onde tudo acontece: coisas boas e coisas ruins.
Mas é aqui, onde tudo acontece. É aqui, neste endereço que chamo de lar. Seja lá onde eu estiver, meu coração estará por aqui. Nesta casa meio nova e meio antiga, onde tenho a família que eu sempre quis cuidar e doar, até o tempo e as energias que eu não tenho. Aqui onde choramos as pitangas e nossas fraquezas sentados no chão da sala. Mas, ainda é aqui, que escolhemos chamar de casa. De nosso lar doce – e não muito normal – lar.
Ás vezes a gente precisa viajar, para enxergar o quanto menos a gente precisa e o quanto mais temos que agradecer. Eu precisei de 1.124 km para isso. Talvez você não precise de tanto, espero.

O frio na barriga quando somos novos, nos confunde. Mas, quando somos mais velhos, ele confirma. No caso, toda a minha infinita ansiedade em agradecer os sentimentos e valores ao redor deste cantinho. É isso que precisamos para viver.

Mi casa, es su casa.

 

Entre crônicas, VIDA

> A vida, aqui ou lá: que seja vivida.

04/08/2015


Toda vez que venho para cá, eu viro um turbilhão. Só que daqueles calmos, mansos e intensos. Não sinto ansiedade, não sinto pressa. Sinto a vida como ela tem que ser: vivida e plena. A vida existe e, esse é o seu único propósito real. Aqui me sinto, me vivo e volto a sonhar. Aqui, imagino minha família no futuro com um número sem fim de cachorros, gatos, um pássaro livre dentro da casa, galinhas e um quintal de horta para alimentar. Um silêncio infinito, o desgaste corporal do trabalho diário e uma panela para seis pessoas de macarrão com manteiga. Sem mencionar a minha cara um pouco fechada, pela quantidade de pés cheios de barro dentro do chão limpinho da casa. Faz parte. É, somos assim.
Esse pode ser só mais um dos planos em que fazemos olhando para o teto sentados no nosso apertado sofá. Arquitetando como seria tudo: nossa vida, nossas tralhas, nossos tesouros em forma de bichos. Como seria, como seria, como seria? Viver sem uma média e um pão na chapa, sem uma loja de utilidades de 24 horas ou longe dos meus pais para salvar minha semana difícil com um café. Não sei. E talvez seja daí a vontade: descobrir.
Lá, eu sou grande. Pois meus sonhos são imensos: são muito maiores que eu. Não cabem nas mãos, quanto menos na memória e por isso, precisei correr aqui anotar. Lá, não tenho medo de mudar, pois sei que quanto mais coisas deixamos de nos preocupar, mais nos permitimos sentir – e é para isso que vivo.
Lá, é fácil fechar os olhos e não imaginar o pior, a pureza e o céu azul existem. Lá, a vida seria como é aqui. Só que lá, não aqui. Seria a vida, simplesmente assim. Para ser vivida e plena. Tanto faz onde, com tanto que seja assim.
Hoje, ele apontou a mão e disse “ali ali, bem ali, vai ser a nossa casa”. E a última vez que ele me disse, anos depois, realmente foi. O que vai ser do futuro? eu sei é não. Mas, nunca vou me esquecer de lá. Pois foi naquela grama intensamente verde, que não consegui mais parar de sonhar outra vez. Mais uma vez. E sem parar. Afinal, meu amigo, sonhar não custa nada.

Nunca pare de sonhar.36

Finalmente consegui tirar uns dias – mesmo trabalhando daqui – para visitar os pais do Barba.  Para me acompanhar tô sempre no instagram , de besteirol no snapchat: ribeiro.isadora ou falando feito matraca no youtube.com/nanossavida  🙂

Observando, VIDA

> Se ame e ponto.

17/06/2015

Ta aí uma coisa que ninguém pode fazer por você: te amar…

Dizem que a gente só consegue amar alguém plenamente quando nos amamos primeiro. Uma das teorias do amor que mais se repetem por aí – e que é a mais pura verdade. Mas, o que ninguém diz é que você precisa se amar, porque precisa. Mais do que ser saudável: é libertador.

Precisa ser natural se querer bem. Desejar investir tempo e suor na carreira de trabalho, em um projeto de família ou sonho e até mesmo em uma besteirinha qualquer. Lutar para conquistar um curso, jogo ou uma viagem que sonhou. Sim, é para você. Presentear- se deveria ser um hábito. Afinal, se você não gostar da sua companhia, nunca alguém será suficiente para você.

Vá e fique horas em uma livraria fazendo listinhas imaginárias ou ao cinema. Se convide para tomar um café, tanto faz, mas, faça algo para você. Se amar leva tempo e, necessita tempo, assim como qualquer amor. Mas, é o melhor investimento que você fará. Acima de tudo se olhe no espelho todos os dias e goste do que você vê. Não é um ser perfeito e convenhamos? nunca será – e que coisa mais chata se fosse. É alguém que quer ser cada dia uma versão melhor da que foi ontem e da que será amanhã. Alguém que se atura, conhece e investe em quem é.

Para ser quem somos, é preciso ter coragem e vontade. Mas, a recompensa é deitar com a consciência tranquila consigo mesmo e esse, é um dos melhores aconchegos para o coração.

… Dizem que o amor é importante e ele é, mas dos amores da vida o único que nunca irá desimpregnar de você, é você mesmo. Por isso, se joga e se entrega.

Pois amigo, se você não se amar, vai por mim: ninguém vai fazer isso por você.

Entre crônicas, VIDA

> Arruma essa cama, digo, essa vida!

15/04/2015

 

Quando eu era pequena eu era meio viciada em organizar meu quarto. Eu o mudava pelo menos todo final de semana. Pegava o armário botava de um lado, a cama do outro e meus brinquedos preferidos dispunha na estante. Eu lembro que minha mãe estabeleceu uma nova regra da família: ARRUMAR A CAMA. Essa, meus amigos, era uma dificuldade tremenda pra mim! Eu poderia limpar e deixar o quarto brilhando, mas minha cama no dia a dia eu não conseguiria lembrar de arrumar.
Até que começou o outono fazia um friozinho leve como faz agora em São Paulo e pensei comigo, “se eu arrumar a minha cama pela manhã, quando eu chegar a noite ela estará quentinha”. Passei o outono e inverno todo lembrando de esticar meus lençóis religiosamente, afofar o edredom e colocar uma mantinha na metade do pé da cama. Quando a noite chegava a cama magicamente, parecia a melhor cama do mundo. Ela era. Eu tinha onde dormir, onde me aquecer – um lugar para agradecer.
Ontem, depois de recolher os lençóis do varal, subi as escadas e lembrei de tudo isso quando arrumava a bendita cama e pude sentir no peito o mesmo carinho daquela fase e ri sozinha. A minha, digo, a nossa cama, parecia sim, mais gostosa que o normal.  Calma! Esqueci do final.
No fim do inverno, eu arrumava o meu quarto e lembro que teríamos que sair para algum lugar e meu pai veio me apressar para sair. Contei que eu precisava arrumar minha cama, expliquei o porquê e ele me disse, “a cama só esquenta quando você está nela, por causa da temperatura do seu corpo na coberta”.
Meu mundo caiu, MAYSA. Mas, mesmo assim, continuei arrumando a cama direitinho.

A verdade é que nem sempre algumas motivações precisam fazer sentido. Elas simplesmente precisam acontecer. Afinal, foi aprendendo a arrumar uma cama que pude enxergar que não importa quão pesado foi o dia, a cama vai estar mais quentinha para você se ela estiver carinhosamente em ordem.
O mesmo é sobre organizar a vida e a nossa alma. Fazer uma faxina pesada no fim ou no começo do ano sempre vai bem, mas manter a nossa casa interior em ordem é tão diário quanto esticar os lençóis da cama todos os dias. Não existe milagre, as coisas não vão se ajeitar sozinhas. Nós podemos não prever as surpresas e as bads da vida, porém podemos zelar por pequenos detalhes do dia e assim, viver com carinho, pois é o que a gente pode fazer pela gente e para com ao nosso redor para viver plenamente bem e quentinhos – isso vale para o coração também.
PS: Mãe, ainda não consigo lembrar de arrumar sempre a cama. Mas, a vida, eu não tenho esquecido não – pode deixar.

Parceiros & concursos

> Recebidos em Março

01/04/2015

Oi, queridos! Se tem uma coisa que rola no zyoutube da vida é o tal unboxing do mês, vocês devem acompanhar de alguns blogs. Não tenho trocentas coisas recebidas assim para colocar em um vídeo e muito menos maturidade para receber uma caixa, olhar pra cara dela todo dia e só abrir no fim do mês. TORTURA. Eu abro na frente do correio quase. O que chega aqui tem ó, coração pra caramba! Então, como sei que nem sempre quem me acompanha no blog me segue no instagram, resolvi postar por aqui o que chegou este mês e amamos – o plural é necessário pois teve presente pro três!
IMG_5826-1IMG_5835-8 IMG_5836-9 IMG_5843-10

ASTORHOME é uma loja incrível de coisinhas para casa. As almofadas deles são simplesmente maravilhosas! Surtei em todas. Os paninhos de prato são um mimo a parte <3 muda TANTO a cozinha, gente. E essa almofada alpaca? durmo com ela agarradinha. É muito fofinha delícia!

IMG_5969-1

MAYBELLINE me mandou esse kit cheio daquele rímel amor “amarelinho” o colossal, com o preço mega gente como a gente e com um resultado lindo – eu sou aloca do rímel. Essa promo deles é muito bacana. Postei lá na fanpage e espero que vocês tenham se cadastrado, porque né, GANHAR rímel é amor verdadeiro. Veja infos aqui.

IMG_6610-3 IMG_6618-4 IMG_6619-5 IMG_6622-6

CENDI.SP é uma loja mega fofa. Adorei muito as camisetas que eles escolheram pra gente. O barbudo não tira a dele do corpo!!! Veio até saquinho pra Lucynha com ossinhos. AMOR. E a cartinha deles me emocionou um monte <3. Aliás, guardo todas e quando dou uma quedinha nas energias, corro pra ler elas e recadinhos daqui e seguir. 🙂

IMG_5861-1 IMG_5819-10 IMG_5816-7

POTS NA NOSSA VIDA siiiim, fiquei mega feliz quando vi que era ele dentro dessa caixinha. Tirei da caixa e já coloquei um no pescoço. Meus preferidos são o live simply e o faith <3 Já pegou o seu? Lembrando que na compra de um Pots, 1 kg de ração é doado para animais resgatados!

IMG_6643-1 IMG_6653-4

POTS TUDO ORNA também chegou aqui o pots lindo das meninas do tudo orna. Gente que cor maravilhosa é essa? Eu disse no instagram, mas vou repetir aqui. Pra quem tem pouco cabelo, essa xuxinha dá um PÁH incrível!

IMG_5802-1IMG_6582-3
MUNDO LOLITA é uma loja maravilhosa. Descobri eles no instagram e adorei tudo. A marca é mega caprichosa, livre e colorida. Tanta produção linda que fica difícil dizer e a equipe é um amor só!!! A caixa vem com um perfume gente, que é maravilhoso, além de uma receitinha de watermelon lemonade. Muito queridos!

isaelucyestrela
IMG_6590-7  IMG_6595-10 IMG_6601-14 IMG_6599-12 IMG_6593-9isajimu isapinkfl

E foi isso! 🙂
Muito obrigada pelos recadinhos e pelo carinho comigo e para os meus parceirinhos de crime. Abrir cada caixinha dessa, ler e conhecer marcas com tanto coração, fez meu dia muito feliz. Obrigada! :’)

Entre crônicas, VIDA

> Hoje em dia: o que você não postou, não existiu.

31/03/2015

 

“Como assim você prática exercício? nunca vi você postar uma foto, deve ser por isso. Não acredito que você viajou! Não vi você colocar nada, pensei que estivesse só trabalhando. Jura que você se interessa por política ou torce pra algum time? não vi nenhum post seu nas últimas semanas. Jura que você foi naquele boteco? achei que tinha ficado em casa, não vi check-in e nenhuma foto taggeada sua. Você foi ver o castelo ra tim bum e a exposição da tia doida das bolinhas? não achei foto no seu instagram. Você está bem? não postou nenhum snap hoje. Qual seu app? Por que você não me responde? Não quer dizer? que frescura”
– Me desculpe, fulano. Eu estava em um velório e esse é o meu app. Seja “feliz”.
Quem nunca passou por essas e outras? Quem nunca pensou em explodir algum aplicativo ou sumiu de uma rede social, quem nunca? É assim que – infelizmente – caminha nossa humanidade: tentando adivinhar e julgar a intensidade da vida alheia com uma foto sequer que se poste – ou se não a postamos. Pois, infelizmente, hoje em dia não importam os 10km que você corre, o vinho que bebe no final de semana ou a vida cultural que tem: se você não postou, ela não existiu.
As redes sociais e sua velocidade de informações, que é uma coisa maravilhosa quando bem usada, trazem a doce ilusão de quem temos as pessoas não só por perto, mas nas nossas mãos com acesso apenas em um touch. Que tristeza!
Então, viu, é melhor deixar por pensar, deixar fantasiar. Compartilhe o que te dá vontade, como e quando estiver afim, sim. Mas, algumas vezes quando por dentro o silêncio for mais alto, deixe- o ser também e, nem por isso, quer dizer que você não tem sua opinião claramente formada ou uma vida bacana o bastante para ser compartilhada. Pois o prazer de viver o dia que a vida nos dá, não precisa de filtro nenhum: é genuíno e de coração. Não precisa de endereço IP e longe de ser tipo net.
É a vida como ela é e deve ser: naturalmente ao seu tempo, não instantânea e, que acontece muito bem sim, offline.
Não é pela foto que se poste, mas pela vida fora da internet que se preste. Bora viver – a nossa vida, de preferência né -, minha gente!

Pra não dizer que não escrevi, VIDA

Pra não dizer que não escrevi: da saudade

19/03/2015

Amiga, já vou avisar: dizem que saudade dói. Sobre essa dor não consigo bem descrever. Tem saudade de uma hora, de um ano, de uma vida, do que nunca se teve e até de mesmo si. Sim, tem saudade pra dar e vender. De fato, ela não dói para machucar, não é nada pessoal. Na verdade, ela nos faz o favor de doer só para lembrar como é delicioso ter alguém ou um momento e, assim, reservar um tempinho para inteiramente amar sentindo saudade.

Eu tenho saudade de tanto e de tudo. Saudade poderia ser meu apelido, se já é e eu não sei. Saudade é o extraordinário da essência da vida, pois dela só se leva o que é bom, mas para isso é preciso topar viver o que pode ser desagradável. É esquecer- se dos defeitos, relevar os problemas e abraçar o que pode dar errado sem medo, sem aperto, afinal, saudade é pra quem tem coragem.
Saudade é o amor que quer ficar e só se sente se alguém ou se algum instante da vida chegou lá no fundo do coração e o fisgou de verdade. O coração pode vir a doer na alma e, por vezes, você chegará a sentir ele se esmagar por fora – é possível. Saudade dói, eu já disse e todo mundo sabe, mas uma coisa eu também sei: saudade é pra quem se entrega de corpo e alma.

Saudade é a vida querendo voltar a viver com mais um pouquinho daquilo e mais um tantinho do outro, das boas conversas entre amigas, dos bons amores que se foram, das bobas risadas em família, daquele bichinho que, quando criança, foi seu confidente, de uma bolacha da vó ou do começo enrolado de namoro. Saudade é gravar na sua pele o mundo dos outros pra ser maior.

Por isso, amiga, não tenha medo dela, pois ela arranca as mais sentidas lágrimas e os mais sinceros sorrisos de nós. Sentir saudade é preciso porque saudade é pra quem tem peito de não só viver, mas reviver a vida só por amar. Saudade é o coração pedindo para voltar, pra respirar e, graças à saudade, voltar a suspirar.

Saudade, amiga, é pra quem quer ir além dessa vida pra outras – já disse: saudade é pra quem tem coragem de amar, amar demais, ainda que só em saudade.

_____________________________________________________________________________________________________

Essa categoria é nova por aqui e a ideia é você que acessa o blog escolher o tema dos textos que serão postados. #PraNãoDizerQueNãoEscrevi ( complete e deixa o tema nos comentários, por email nanossavida@gmail.com ou no instagram ) :) . Este foi sugestão da @nadiadetzel. Desculpem a demora em atualizá- la, já escrevi muitas das sugestões anteriores, mas está complicadinho me organizar e espero logo poder contar!

 

Revisão de: Thaís Chiocca