Navegando em Tag

vida corrida

CRÔNICAS, VIDA

> PARE E RESPIRE: Você provavelmente precisa

03/07/2017

A gente vive uma vida maluca, corrida e, como muitos dizem, “sem tempo até de respirar”.

Pior que isso, muita gente se orgulha de não ter tempo de ver um filme, ler um livro, beber uma cerveja com um amigo, fazer ao menos uma refeição com a família, cozinhar sua comida e de fazer alguma atividade física. Infelizmente, muita gente caiu no conto da sociedade moderna de que, se você não tem tempo, você é alguém muito importante. Alguém que tem mais o que fazer da vida do que ficar à toa.

Mas, nós também precisamos muito fica à toa.

Comecei a trabalhar com 15 para 16 anos e eu estava nessa lista de pessoas que se deixaram consumir pelos excessos: muito trabalho, muitas compras online, comer muito fora de casa e fazer muitas coisas que não me acrescentavam nada para ser -mais- humano. Felizmente, sempre fiz questão de deixar um tempo para ler um livro ou fazer um curso por diversão, mas foi apenas quando casei que pude perceber que a vida é bem mais do que tudo isso. A vida é agora. A gente cresce pensando que ela pode esperar.

Eu vivia pensando que eu iria desacelerar minha carreira quando aposentasse. O medo da instabilidade financeira, a concorrência e todos os dramas que passamos profissionalmente me atormentavam muito diariamente. Então ocupava os meus dias com tudo que eu podia: ficar parada e não produzir alguma coisa era perda de tempo na vida.

Um dia nas minhas férias eu estava sentada em uma praça durante a semana quando vi um casal brincando com o filho. Comecei a me questionar como a pessoa estava em um dia da semana ali vivendo aqueles bons momentos. Claro, eles poderiam estar de férias também, mas não parecia ser o caso pois estavam de roupas “corporativas”. Percebi que estava fazendo o questionamento errado. A questão não era com o que eles trabalhavam, mas pelo o que eles viviam. Essa era a prioridade deles.

Sempre fui uma pessoa que deu tudo de sí em tudo que faz e, isso não é um problema. Mas para isso, sacrifiquei e esqueci da pessoa que precisava estar bem para fazer tudo isso: eu mesma.

A verdade é que a vida é formada da nossas escolhas. A nossa carreira e decisões profissionais são importantes com toda certeza, mas não podemos viver a vida toda deixando nosso coração, corpo, alma e quem amamos no banco de reservas esperando a hora em que tudo irá se resolver para termos tempo. Nada nunca vai estar completamente resolvido.

Passei a colocar pequenos intervalos no trabalho para fazer um lanche com calma, passear com os cachorros, ir ao mercado, ligar para os meus pais, para espairecer a mente. Depois DETERMINEI separar 30 minutos do dia para me exercitar de alguma forma. No começo eu me sentia culpada e mal por deixar um email 1 hora sem ser respondido. Infelizmente pensamos ser máquinas, quando na verdade somos bem mais complexos e profundos. Somos de carne e osso.

Foram poucas semanas para começar a me sentir bem e ver resultado na minha vida. Eu estava mais disposta, melhor comigo mesma, com a cabeça mais leve e com melhor jogo de cintura para resolver os pepinos diários. Eu me sentia conectada e bem comigo, construindo dias mais equilibrados, por mais duros que ainda fossem de viver.

A vida é formada das nossas escolhas. Volto a dizer. Existirão momentos em que precisaremos fazer plantão de domingo, dedicar mais aos estudos e um pouco menos ao barzinho. Dias em que a corrida terá 20 minutos e não 40 minutos e que teremos que levantar 1 hora mais cedo se quisermos manter a casa em ordem, cuidar das plantas, ter um cachorro e chegar cedo no trabalho. SIM. O equilíbrio é base de tudo. Há tempo parar correr, acelerar, desacelerar e parar para retomar. Mas, sempre é tempo de cuidar da sua mente e construir quem você quer ser para você e contribuir para o mundo.

O equilíbrio é um trabalho diário e que precisamos estar sempre dispostos a nos reorganizar e adaptar as fases da vida. O que é fundamental é ter a consciência de que não somos máquinas, no máximo precisamos ter muita disposição para rebolar e alcançar o que sonhamos e nos sentimos bem. Podemos viver a vida com pequenas pausas, com mais sorrisos, com menos peso e com mais vontade para lutar pelo o que sonhamos. Nunca seremos 100% em tudo, mas prezaremos mais pela nossa saúde física, mental, pessoal e espiritual.

A vida nunca será um conto de fadas impecável e sempre feliz, ainda assim, você pode escolher pelo o que quer viver e como deseja deixar a sua marca no mundo para com as pessoas ao seu redor dia a dia. Este texto não é sobre larga tudo, mas sim sobre reaprenderemos a tomar um café mais devagar, não nos sentirmos culpados por tirar 30 minutos para caminhar e a olhar para o céu para agradecer por podermos escolher o que comprar no mercado. A vida não pode ser automática.

A gente vive um vida maluca e corrida, é bem verdade, mas, hoje, FAZEMOS QUESTÃO de encontrar tempo de respirar.

Você, provavelmente, também precisa.