Categoria

Por aí

Por aí

> CHILE: Tchau Termas de Chillán – Ida para Patagônia

13/06/2017

No nosso último dia em Termas de Chillán tivemos muita sorte! O sol abriu, estava frio e a umidade era maior. O que deixou a natureza mais encantadora ainda. Fumaça, poeira, terra, cheiro de mato molhado. Nos sentimos bem só de ficar para o lado de fora do hotel. Claro que inventamos de sair para caminhar e, eu não poderia deixar de compartilhar com vocês todas as cores deste dia por aqui também!

         
Descobrimos que a gente não só ama, como precisamos disso. Deste contato mais de perto, mais profundo, ainda que dentro do que nos passava segurança. Ver toda aquela imensidão e subir tão alto para ficar pertinho a 3km de distância dos vulcões Chillán foi uma experiência surreal que encerrou com um presente da natureza. Este dia não poderia ter terminado de forma mais especial!

VIAJAR DE TERMAS PARA PATAGÔNIA CHILENA

Nossa noite terminou em pisco sour! Uma bebida que todos os chilenos tomam em momentos de diversão e para confraternizar. Nesta mesma noite saia o nosso ônibus da rodoviária de Chillán para Santiago. Saímos com o transfer do hotel por volta das 22:30h e chegamos na rodoviária quase 24h. Nosso ônibus saia no início da madrugada, então chegamos em Santiago bem cedinho as 6 e pouco da manhã. Dormimos toda a viagem. Vale dizer que achei o ônibus da Turbus bem confortável – ou o sono era tanto que capotei e nem vi nada.

Chegamos em Santiago e o metrô nem tinha aberto. Como estávamos dentro da estação foi tranquilo. Esperamos junto com um monte de gente, pegamos o metrô e seguimos para a estação do Hostel Forestal. Antes de sairmos de Santiago, comunicamos o lugar que teríamos esta janela de tempo. Eles ofereceram um guarda volumes no hostel para deixarmos as malas para caminharmos. Ficamos por lá passando os vídeos da viagem e nossas coisas. Buscamos um lanche e partimos com o Transfer do Venturas Viagens para o aeroporto de Santiago. O pessoal do Venturas é super pontual e mantivemos contato todo por whatsapp para confirmações. Vale conferir o trabalho deles no Youtube, onde contam sobre viagens e roteiros em lugares do Brasil e pelo mundo.

Chegando no aeroporto fizemos todo o processo normal. Vale lembrar que o valor das nossas passagens para Balmaceda saíram em conta justamente por não comprarmos passagens com direito a despachar bagagens. Por isso, fomos com malas pequenas e que caberiam na cabine do avião. Chegando no aeroporto… Ah! Isso fica pra outro post 🙂

Apesar de tudo isso ser Chile se, olharmos no mapa, nós viajamos um bom bocado…

É, esse mundão é grande demais. Ainda bem que o nosso coração também.

Parceiros:

Hotel Termas de Chillán
Venturas Viagens

Por aí

> CHILE: Nosso segundo dia em Termas de Chillán foi apaixonante

31/05/2017

Um dia eu tenho que parar quieta né? Pois bem, esse dia chegou hahha. Particularmente eu amo dias mais cinzas e até com aquela garoinha “pega gripe” como dizem. Mas, é preciso reconhecer que em viagens, dias assim pode desanimar um pouco. Apesar da chuva deixar tudo mais dramático, ela também deixa mais bonito. As folhas ficam mais vivas, o cheirinho de mato e aquele toque de aventura que é preciso ter. Este foi um dos dias mais lindos em Termas de Chillán. Apesar de não ter aquele sol dourado e brilhante de outono, estava incrível! Fizemos um passeio a cavalo, tomamos um cafézinho e corremos para aquecer o corpo na água termal.

No mesmo dia o pessoal do hotel propôs um almoço para que o chef cozinhasse na nossa frente. Eu AMO ver gente cozinhando. Ele fez todo o prato do Fabinho tão rápido que parecia um miojo, hahah. Só que muito não né.

Demos um tempinho e fomos conhecer o SPA do hotel. Eles possuem vááários tratamentos por lá. O que todos me indicaram foi este que se chama Fango, que é um barro termal que faz a esfoliação e hidratação da pele. GENTE. A noite minha pele estava parecendo um travesseiro. Fiquei em choque e com dó de viver, querendo manter aquele pele pra sempre hahaha

A chuva parou e Fabinho invocou que queria uma foto minha ali na ponte. Caminhamos um pouco e depois retornamos para o hotel. Foi um dia bem relaxante e bem gostoso para quem deseja fazer uma viagem em casal, bem ao pé da letra quando falamos em lua de mel. Termas de Chillán é encantador para ter um momento tranquilo, romântico e agradável com quem você ama – apesar de nós dois sermos bem crianções e curtir uma farra, acho que deu pra sentir o clima gostosin no ar, né? 🙂

ASSISTA ESTE DIA LÁ NO CANAL 🙂

Parceiros: Hotel Termas de Chillán | Seguro Viagem

Por aí

> CHILE: Viajar de Santiago para Termas de Chillán

22/05/2017

Depois de passar um dia inteiro turistando por Santiago, chegamos no Hostel, comemos algo rapidinho e fomos para a Rodoviária de Santiago. Pegamos um pouco de trânsito, mas ainda assim chegamos bem rápido. Nosso ônibus só sairia de lá à meia noite, teríamos mais ou menos 1h e pouco para esperar, estávamos com horário BEM folgado. Tomamos café, caminhamos, sentamos, ficamos de pé, filmamos, fizemos snaps e sim, já estava na hora!

Aquela gripe que eu estava já tinha melhorado e o sono batia forte por termos acordado bem cedinho e não parado nem 1 segundo. Para viajar de Santiago para Termas de Chillán você tem algumas opções: avião, alugar um carro, ônibus ou trem. A escolha dependerá de quantos dias ficará por lá, o que pretende fazer e quanto tempo tem disponível. Consideramos o trem, pois dizem que a viagem é linda. Mas, não queríamos viajar durante de manhã para conseguir aproveitar ao máximo todos os dias passeando. O último trem saia por volta do início da noite, por isso optamos pelo ônibus que tinha muitas opções de horário próximos caso tivéssemos algum tipo de problema. Acredito que se tivéssemos mais tempo iríamos de carro ou trem!

Ir de Santiago para Termas de ônibus foi SUPER tranquilo, no total são 5hs e meia de viagem com um banco bem confortável, tenho que dizer: dormi LEGAL. Compramos as passagens pela internet no site da TurBus, imprimimos, apresentamos no guichê e nos deram as nossas passagens. Pagamos 120 reais nós dois ida e volta. Preço bem em conta.

Na rodoviária de Termas combinamos com o Gran Hotel Termas de Chilán de nos buscarem. O hotel fica a mais ou menos 1 horas e pouquinho, então você pode organizar o translado com eles. Chegamos por volta das 7hs da manhã no hotel e tudo estava escuro, parecia noite. O que foi ótimo para um pessoa elétrica como eu chegar e dormir por 2 horinhas.


Acordamos e quando abri a cortina dei de cara com essa vista incrível. Parecia um quadro! Foi neste momento que tivemos ideia que passaríamos dias muito especiais ali. Descemos para o café e então pude ver aquelas janelas grandes que cercam todo espaço, deixando uma luz natural surreal iluminar. Demos um tempo e corremos para a piscina Termal, que é composta da água do vulcão e a temperatura fica em média de 37 graus.


A época do inverno é a alta temporada do Hotel, onde tudo ao redor fica forrado de neve e a prática de ski é realizada em toda essa extensão. Esta época que fomos é baixa temporada, o que favorece o preço e, particularmente, a minha estação preferida do ano. Como nós amamos caminhar e conhecer a natureza é bacana para aproveitar a estrutura de caminhadas e outras atividades atividades.


Dia seguinte a previsão era de chuva, então neste primeiro dia fizemos as puentes colgantes, tiroleza, paintball, caminhada, escalamos alguns trechos, piscina termal e fechei com chave de ouro o dia correndo na esteira do Hotel. Estávamos feito duas crianças querendo aproveitar tudo do “clube”, hahahah.


Dormimos feito nenês sim ou claro? Sonho dos deuses.

Obrigada pelo convite Gran Hotel Termas de Chilán ! Valeu a pena cada segundo. Viveria tudo outra vez!

VLOG DESTE DIA

Por aí

> CHILE: 1 dia em Santiago – O que fizemos

15/05/2017

1 dia em Santiago parece pouco e realmente é. Mas se é o que conseguiu, não dá para reclamar. Pelo contrário: é se esforçar para aproveitar!


Acordamos por volta das 8:00h no Hostal Forestal. Tudo escuro. Parecia oito horas da noite. Essa época em Santiago o sol aparece lá pelas 9:30/10h. Tomamos café no hostel e fomos caminhar e caminhar.

Confesso que se tem algo que eu gosto de viajar é caminhar, caminhar MUITO! Gosto de ver as pessoas na rua, vivendo a vida delas normalmente. Parece que me faz olhar mais para os detalhes da minha rotina depois. Fomos caminhando na rua atrás do Hostel e nos demos de cara com o Cerro Santa Lucía. Confesso que estava nos planos passar por lá no outro dia, mas, né, vamos aproveitar!

O Cerro Santa Lúcia foi onde tudo começou em Santiago. O lugar é limpo e bem organizado. A entrada é livre e só é necessário assinar uma lista na entrada. Na frente você pode ir em uma feira de artesanato, mas que no dia em que fomos estava fechada ou começando a abrir, haha.

Logo depois partimos pelo Centro histórico de Santiago. Tudo fica bem pertinho e é possível caminhar por todos eles sem pressa e rapidinho. Passamos na Paseo Ahumada, a principal rua comercial da cidade. O que mais me chamou atenção foi o Palácio de la moneda, sede da presidência da república do chile. É lindo-lindo. Na lateral você encontra o Centro Cultural La Moneda, no subsolo do palácio. Exposições e atividades culturais e cafeteria.

Um pouco mais para cima está o Mercado Central de Santiago famoso por ter vendedores te puxando por todos os lados para almoçar. Com a gente não foi diferente, mas não é nada demais também. Lá é uma concentração de restaurantes de frutos do mar e da famosa centolla, um carangueijo gigante que você pode escolher o tamanho. Eu não como e Fabinho não é dos grandes fãs de peixes e tal, por isso só caminhamos por lá e não cheguei a ver os preços.


De lá comemos um lanche e fomos para o Museu Nacional de Bellas Artes que, por ser segunda-feira, estava fechado. A maioria dos museus e exposições não abrem de segunda, pois fecham para manutenção. Confesso que isso não nos deixou chateados, pois queríamos mesmo era curtir a cidade. Caminhamos pelo Parque Forestal, lugar lindo e muito bem cuidado. Por estar localizado no coração de Santiago, ele é usado o dia todo por diferentes pessoas. Você também encontrará muitos cachorros por lá! Eles possuem casinhas no parque e em várias esquinas poderá ver potes com água e comida.


Nosso último tiro era tentar visitar o o museu La Chascona, uma das casas do Pablo Neruda. Chegamos lá e, ERRR: fechado. Nem tudo estava perdido! Do ladinho do museu caminhamos para o Cerro San Cristóbal. Este é o Parque metropolitano de Santiago onde fica o zoológico e teleférico. Compramos os ingressos por 2.00 pesos ida e volta de funicular, que é um bondinho antigo e que todos brincam que “parece que vai cair, mas não cai”, por ser bem antiguinho. A ideia era subir no cerro para ver o por do sol, mas estava um dia lindo. Ficamos sentados por horas lá com cafézinho na mão.

Descemos do monte e eu jurava que íamos passar no hostel, mas Fabinho estava doido para andar de bike. Passamos de manhã na frente do BellaBike e ele se lembrou que era no caminho da volta. Pegamos as bicicletas por 1.500 pesos para cada um por hora e pedalamos por todo Parque Forestal até a parte moderna de Santiago. Me arrisco que foi um dos melhores passeios que fizemos lá. Nos divertimos muito.


Terminamos o dia bem satisfeito. Passeamos muito e curtimos bastante a cidade dentro das condições do dia. Estava um dia lindo demais, com uma luz dourada de outono apaixonante. Morro de saudades daquelas cores.

ASSISTA O VLOG DESTE DIA! 🙂

MAPA DO NOSSO DIA 1 e 2 EM SANTIAGO

DIA 1: em azul escuro. DIA 2 manhã: vermelho. DIA 2 depois do almoço: amarelo.

Por aí

> CHILE: Chegamos em Santiago!

08/05/2017

Chegamos em Santiago no início da tarde. Como todo voo internacional demoramos aquele tempinho básico para passar por todo o processo da alfândega. Porém tudo foi tranquilo. O translado do aeroporto para o Hostel marcamos com a Venturas Viagens. Quando chegamos no aeroporto, estavam no esperando. Saímos de lá com o Carlos, um figura chileno super querido e atencioso que vocês irão conhecer nos vídeos! 

Chegamos no Hostal Forestal por volta das 17:30hr. Além de ser bem caseiro e super tranquilo a sua localização fica a uma quadra do Parque Forestal. Considerado um ponto turístico, mas que é bem usado por todos da região diariamente. Ficamos impressionados e apaixonados por isso. Como era época do outono (meio de abril) as árvores estavam começando a alaranjar e algumas tinham um amarelo bem vivo. Imagina se amei? MUITO.
Não são todos que sabem, então acredito que vale mencionar que a grande maioria dos hostels possuem quartos privativos, inclusive com banheiro junto. Se você vai viajar em casal e quer economizar, vale a pena. Se você vai viajar com amigos ou quer conhecer pessoas novas, vale a pena. O lugar possui outras acomodações conjuntas também e com banheiros compartilhados. Tudo funciona bem e é limpo. Um ambiente super respeitoso. Você pode usar a cozinha e os aparelhos para fazer as suas refeições. Ah! o café da manhã deles é bem gostoso!


Algo super bacana é a relação bem pessoal e intimista. No nosso voo de Santiago para Balmaceda, tínhamos 3 horas livres em Santiago pela manhãzinha, horário em que quase nada está aberto. Combinamos de deixar nossas malas no hostel e, no fim, acabamos tomando café da manhã e ficando por lá. Todo mundo parece que quer se ajudar. Uma gentileza bem legal! 🙂


Saímos para caminhar pelo Parque Forestal e fomos até o bairro BellaVista caçar algo para comer. Antes de viajar eu estava vendo fotos de Santiago no google e me surpreendia a limpeza da cidade. Achei que era foto, mas não, é tudo bem funcional e organizado por onde passamos. Por fim e com a pressa, acabamos petiscando algo rapidinho no La Nonna, lugar bem boteco gente boa da vila madalena. Depois partimos para o Shopping Sky Costanera que está entre os prédios mais altos da América Latina com 62 andares e 300m de altura. O mirante abre de segunda à domingo, das 10 às 21hs. Para subir são 8mil pesos (vale consultar no site por possíveis atualizações depois do período do post).

Neste restinho de dia que tivemos em Santiago ainda conseguimos aproveitar. Mas no Dia 1, fizemos tanta coisa… No próximo post conto pra vocês 🙂

MAPA DO NOSSO DIA 1 e 2 EM SANTIAGO

DIA 1: em azul escuro. DIA 2 manhã: vermelho. DIA 2 depois do almoço: amarelo.

Por aí

> CHILE: Santiago + Termas + Patagônia do Norte

02/05/2017

Quando eu e Fábio nos conhecemos 7 anos e pouco atrás, passamos por uma fase gostosa com pequenas viagens pelo Brasil, bate-voltas em praias e visitas a restaurantes novos. Depois de alguns anos veio Lucy, a casa e a reforma. Então, precisamos dar uma grande pausa nisso tudo. QUE BOM! Meu coração aprendeu a sossegar e valeu a pena esperar por este Abril. Tudo aconteceu do nada e, foi assim, que fomos além para encontrar tudo.

A IDEIA

Tudo começou em outubro do ano passado quando uma amiga comentou a respeito da Patagônia Chilena do Norte. Me surpreendi primeiro pela especificação do lugar, pois eu não tinha noção REAL do tamanho das terras do Chile. ÊTA país extenso! Abri o mapa, olhei tudo que ela me enviou, pensamos no projeto para o Blog, conversei com Fabinho e topamos encarar esta. Confesso: não parecia realidade.

ORGANIZANDO O TRAJETO
Claro que como bons turistões empolgados pensamos em tirar alguns dias em Santiago. Meus pais e os meus sogros já tinham ido para lá na época do inverno e gostado muito. Vi fotos e já sabia que iríamos aproveitar e caminhar bastante independente da estação. Eu estava bem animada, mas sabia que não seria possível ficar muito tempo. Até que com muito rebolado, conseguimos separar 2 dias inteiros. Recomendamos MUITO este período de pré-inverno tanto em Santiago quanto em Termas de Chillán e em Puerto Chacabuco. Pegamos um frio gostoso, árvores amarelas, vermelhas, verdes, secas e até vimos um pouco de neve no topo das montanhas.

Toda viagem tem a sua prioridade, nesta a nossa era pegar um tempo favorável na Patagônia chilena. A época em que nós fomos, apesar de baixa temporada, já é considerada um pouco “em cima”, pois quanto mais próximo do inverno, mais vento e chuva, o que pode mudar a programação de alguns passeios na natureza. Normal.

Finalizamos o cronograma com: 2 dias em Santiago / 4 dias em Termas de Chillán / 5 dias na Patagônia do Norte Chilena. Além disso, conseguimos dividir bem cada mood da viagem. Vou contar pra vocês!

PARA DORMIR

Nos nossos 2 dias em Santiago ficamos no Hostal Forestal. Precisávamos de um lugar bem localizado para passear com facilidade, dormir e tomar banho. Assim como a maioria dos hostels o local é bem aconchegante e caseiro. Conhecemos muita gente mesmo ficando poucos dias. Em Santiago tiramos para caminhar e curtir um clima urbano com calma e vistas surpreendentes. Depois partimos para o nosso próximo parceiro desta viagem.

PARA RELAXAR

No Hotel Termas de Chillán nós relaxamos tudo e mais um pouco. O que foi maravilhoso pois tínhamos terminado a maratona fazia poucos dias e estávamos em um período regenerativo. Piscina com água termal, caminhadas, tirolesa, paintball, massagem com pedras quentes, tratamento com fango, escaladas… Parecíamos duas crianças felizes tentando aproveitar tudo que um clube tem direito!

PARA PASSEAR

Nosso último destino foi a Patagônia Chilena do Norte. A Patagônia do Chile é bem conhecida, porém mais no sentido Sul onde encontra-se bastante neve e montanhas. Confesso que tenho muita vontade de ir para lá um dia, assim como em outros pontos do Chile, mas nós ficamos completamente apaixonados por este lugar. Nos hospedamos no Hotel Loberias Del Sur, lugar com uma estrutura incrível para acomodar e que oferece passeios de tirar o fôlego!

ECONOMIZA DAQUI E DALI

Acredito no equilíbrio acima de tudo. Cada um tem as suas vontades, sonhos e maneiras de curtir a vida. Em casal, assim como no dia a dia, é preciso encontrar um meio termo de fazer parte de tudo que cada um deseja. Acima disso fica a parte financeira que também é preciso encontrar a melhor forma. Alguns exemplos bacanas de compartilhar:

  • Na nossa viagem de Santiago para Termas optamos por ir de ônibus, por ser mais barato que avião, tempo de trajeto ok e ainda economizaríamos um pernoite de hotel.
  • Ficamos poucos dias em Santiago e teríamos os dias em Termas e no Loberias para curtir uma comida boa e bem variada. Então, em Santiago comemos sanduíches e em lugares baratos que fogem da zona turística. Cada esquina você encontra uma banca de frutas picadas, sucos e tal. Achei demais. MAS… Se você, por exemplo, é doido por frutos do mar, peixes e carnes, provavelmente privilegie ir em algum restaurante mais bacana. Mas, pode fazer o café da manhã no hotel e lanches durante o dia. Sabe?
  • Tanto as passagens de SP para Santiago quanto de Santiago para Balmaceda foram preços ok. Fiquem espertos nas promoções! Encontramos as duas passagens do primeiro trajeto por 1.700 reais ida e volta. E o segundo trajeto na companhia chilena Sky para duas pessoas ida e volta por 650 reais . Vale lembrar que este período para visitar estes lugares é bacana por ser baixa temporada e tem toda a sua beleza também!

Ainda vou entrar em detalhe dos passeios, mapa por onde passamos e sobre cada lugar onde ficamos, mas espero que esta introdução já tenha ajudado 🙂

Nossos Parceiros

Por aí

> #NNVViaja !

14/04/2017

Confesso que me orgulho muito de nunca ter deixado este cantinho desatualizado nestes quase 4 anos de blog. Já postei textos do ônibus, de casa, da rua, no metrô, na padaria e na casa de amigos. Não por uma obrigação, mas por amar os nossos encontros de segunda, terça e algumas quintas aqui e de quarta e sexta no Youtube. Desta vez não terá como! Poderia deixar alguns posts preparados, mas acho que será mais bacana concentrar atenção e todo carinho nos posts para o Instagram e nos vlogs da viagem. MAS, continuaremos com conteúdo quarta e sexta no Youtube.com/nanossavida normalmente. UHUL!

Neste vídeo de hoje contamos tudinho sobre o nosso roteiro e quem são os nossos parceiros nesta aventura.

Serão 13 dias em que vamos para Santiago, Patagônia do Norte e talvez Val Paraíso e Viña del mar. Quando voltarmos, prepara o coração para muitas fotos e posts para quem deseja fazer uma viagem desta também.

Muito felizes e animados para a nossa primeira viagem internacional juntos e levando vocês com a gente. Espero que se sintam por lá também <3 Farei o possível!