Categoria

Por aí

Por aí, VÍDEOS

> #NNVVIAJA: SP até Minas –dia 5

13/10/2017

No nosso quinto dia chegamos em Ouro Preto. Pegamos uma estrada com muitas curvas e com um pouco menos de iluminação e sinalização, o que nos deixou com atenção redobrada, por isso parei de registrar com vocês. Enjoaaaamos que foi uma beleza no carro! ahahaha. Se encher de comida o dia todo e pegar um caminho com curvas não é uma combinação esperta, né amigos? 😛 Mas enfim. Em Ouro Preto ficamos na Pousada Toledo um lugar SUPER charmoso e agradável. Toda a decoração é colonial e dá vontade de abraçar as paredes de tão gracinha.

No dia seguinte tomamos café da manhã na Pousada e partimos para conhecer um pouquinho do lugar. Logo descendo a rua chegamos no Museu da Inconfidência, que é um super passeio com duração de aproximadamente 1 hora/1hora e meia. Logo ao lado fica a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, mas estava fechada para o horário de almoço quando chegamos. Logo em frente a fica o Teatro Ouro Preto (Museu do Oratório), mas deixamos para ver no final do passeio junto com a igreja.

Descemos e descemos até chegar na Igreja Nossa Senhora do Pilar, que tem uma vila muito charmosa cheia de artesanato, música, lugar para fotografar usando roupas antigas (sim, Fabinho não quis mesmo tirar foto comigo lá 🙁 hahahah) e relíquias. Depois caminhamos em direção até a Igreja do Rosário e acabamos almoçando no Hotel Senhora do rosário. O restaurante tem uma entrada super fofa, entramos, olhamos o preço do cardápio, achamos ok e depois que percebemos que fazia parte de um hotel.

Saímos e começamos a retornar para o ponto inicial do passeio. Mais bacana de viajar é que cada rua é uma novidade e, neste ponto, podemos dizer que rodamos bastante por lá. Já em frente ao Museu da inconfidência, fomos na Chocolates Ouro Preto, um lugar que muita gente recomendou e pedimos alguns bombons. Voltamos para a Igreja do Carmo e depois entramos no Museu do oratório. A entrada é paga, algo que fira em torno de 5 ou 10 reais, assim como o valor para a entrada nas igrejas.

Terminamos a noite no Restaurante O Passo, jantando em família e lutando bravamente para voltar para a pousada depois de todo esse dia pra lá e pra cá.

VEJA O VLOG DESTE DIA

Por aí, VÍDEOS

> #NNVVIAJA: SP até Minas –dia 4

06/10/2017

No nosso quarto dia de viagem fomos em direção a São João del Rei um município do Sudoeste de MG. Foi um caminho lindo, como todos e com um pouquinho menos de curvas tão acentuadas, hahaha. Pegamos um lindo por do sol e chegamos no início da noite. Ficamos no Solara Hotel que é muito conhecido. Justo, né? Ele é lindo e uma gracinha! Sério, não tem como não se apaixonar pelas cores e decoração dos ambientes. Foi tempo de esticar um pouco as pernas, tomar um banho, jantar e cair na cama. Caminhamos e chegamos em uma região com alguns restaurantes e gostamos muito do Dedo de Moça, pois tinham opções bem diversificadas, como até mesmo 2 pratos exclusivos vegetariano/vegano. Há. Foi uma noite em família bem gostosa 🙂

Dia seguinte acordamos bem devagar, fizemos o checkout e fomos passear no centro histórico. No hotel mesmo conseguimos um mapa bem bacana de toda a região. No centro é tudo bem perto uma coisa da outra e as subidas não são tão castigadas (acredite, em ouro preto ficará ‘pior’). Cada canto você encontra um ateliê, lojas de lembranças, relíquias e um circuito de igrejas que você precisará de um dia todo ou fazer um pequena seleção, como nós fizemos. Acabamos parando na Taberna d’Omar, lugar onde o pessoal do hotel nos recomendou para jantar mas já estava fechado na noite anterior. Devo dizer que comi um dos melhores cookies da vida lá e meu sogro apaixonou no pão de queijo! Uma ótima parada para o café da manhã ou uma pausa no passeio. Passamos pelo teatro, igreja do carmo, igreja de santo antônio e a rua das casas tortas.

Nossa ideia era sair de lá para almoçar em Tiradentes, mas antes paramos na Sorveteria do Amado que muuuita gente recomendou. É um cantinho super querido e familiar, com sorvetes caseiros e o preço super gente como a gente. Por volta da 13:30 partimos e o caminho foi super rápido. Chegamos e escolhemos um self-service, assim cada um poderia escolher o que queria e fomos passear. Tiradentes é um município do estados de Minas gerais que reúne um forte movimento artístico, artesanal e com a segunda maior igreja em ouro do Brasil. As ruas de paralelepípedo, cores, loja de doces locais e restaurantes mineiras são incríveis. Caminhamos por meio de tudo e seguimos em direção a Igreja de santo antônio. Os pais do Fabinho entraram para ver, nós ficamos ali do lado de fora observando toda aquela imensidão verde. Descemos e continuamos a viagem rumo à Ouro Preto. Dessa vez estava mais perto 🙂

VEJA O VLOG DESTE DIA

Por aí, VÍDEOS

> #NNVVIAJA: SP até Minas –dia 3

02/10/2017

No nosso terceiro dia de viagem saímos de Itajubá e seguimos em direção a Maria da fé. O caminho da viagem é lindo: verde para todo lado e demos a sorte de um céu azul de pintura em todos os dias com um ventinho gelado no final do dia. O que deixou a viagem toda ainda mais gostosa! Tudo é bem pertinho, então não dá tempo de cansar.

Lá descobrimos mais um pouquinho da família do meu sogro e depois resolvemos almoçar por ali mesmo. Restaurante com comida caseira, simples e com preço justo. Comemos super bem. Saímos de lá em direção a São Lourenço, uma cidade bem turística e com diversos pontos para passeio. Na verdade, paramos para todos irem ao banheiros e acabamos ficando por alguns minutinhos no centro.

Seguimos viagem, mas aí é história para outro dia… 🙂

VEJA O VLOG DESTE DIA

Por aí, VÍDEOS

> #NNVVIAJA: SP até Minas –Dia 2

20/09/2017

Nosso dia 2 começou cedo, aproveitando para fazer uma corridinha no Banhado, uma calçadão bem famoso em São José. Vimos um sol mágico, com um luz dourada linda. Foi incrível! Tomamos café no hotel e partimos em direção a Monteiro Lobato.

  • PRIMEIRA PARADA: MONTEIRO LOBATO

Como comentei com vocês no dia 1 da viagem, nós estávamos total pela família e momentos juntos. Não pensamos em pesquisar muito sobre os lugares. Mas vale contar que o município de Monteiro Lobato foi fundado em 1880 por tropeiros e imigrantes italianos. O escritor José Bento Monteiro Lobato contava sobre o contato com a natureza que aconteceu na Fazenda São José do Buquira, hoje conhecido como Sítio do Picapau Amarelo. Ele permaneceu de 1911 a 1917 
almoço do compadre. Fez parte da minha infância. Ficamos pouco tempo só para esticar as pernas, tomar uma água, ver o centro e partimos para almoçar no restaurante Do Compadre. Vale dizer que se um mineiro diz que 1 prato serve para 2 pessoas, na verdade ele serve para 4! hahaha sério, é muita comida!

  • SEGUNDA PARADA: BRASÓPOLIS

Em Brasópolis passamos para entregar uma lembrança de família do meu sogro. Curtimos a praça, tomamos sorvete de massa e sentamos por lá. Depois seguimos mais um pouco a viagem em direção a um lugar turístico e que muita gente não vê a hora de chegar na viagem: pé de moleque, hahahah.

  • TERCEIRA PARADA: PIRANGUINHO PÉ DE MOLEQUE DA BARRACA VERMELHA

Fomos a viagem toda seguindo o carro do meu sogro, quando vimos eles encostaram em uma parte da estrada, onde tinha mais uma fila de carros: O que aconteceu? Quando entendi, nos lembramos que um tempo atrás paramos naquela barraca, mas ela era muito mais simples. Desta vez estava quase um shopping, hahaha. Eu estava muito cheia, por isso nem comi nada naquela hora, mas dizem que o pé de moleque da barraca vermelha é o mais tradicional, produzido desde 1936. Comprei uma caixa para os meus pais e seguimos viagem com Fábio e Fernando comendo todos os tipos de doces com amendoim que você pode imaginar. Ah! o preço é super justo 🙂

  • QUARTA PARADA: ITAJUBÁ

Mais um tempinho depois paramos em Itajubá, um município de Minas com 90 mil habitantes. Ficamos no Hotel bramig, que era bem espaçoso, simples e confortável. Além de ter um banheiro grande para um único detalhe que tivemos na viagem, hahahah e vocês verão no próximo vlog 😉

Esse foi o nosso segundo dia de viagem! O clima estava super gostoso e pudermos rir muito em família. Nosso maior propósito 🙂

PARA VER MAIS DESTE DIA ASSISTA NOSSO VLOG

Por aí, VÍDEOS

> #NNVVIAJA: SP até Minas – dia 1

13/09/2017

Das viagens deste ano, esta foi a única que estávamos nos preparando um bom tempo antes. Na verdade, desde conheci a família do Fabinho, o pai dele sempre nos disse que gostaria de fazer um passei com todos nós juntos. Mas era um missão impossível conciliar agendas, dinheiro, horários e tudo mais de tanta gente. Fomos adiando, adiando até que ano passado tivemos algumas complicações de saúde da minha sogra que descobriu um câncer no ovário. Hoje, ela está ótima e tudo ocorreu muito, mas muito bem e tão bem que nos trouxe algumas lições para todos da família, como o pensamento de: VAMOS DAR UM JEITO AGORA. Conseguimos agendar e marcar de viajarmos todos juntos neste meio do ano. O LUGAR? Pensamos em tantos e tantos e acabamos escolhendo o trajeto mais nostálgico e familiar para o meu sogro e suas raízes mineiras.

  • COMO FOMOS

Estávamos em 7 pessoas e alugamos 2 carros. Pensamos em alugar um carro grande, mas financeiramente ficaria bem mais caro. Então, nos dividimos e fomos em dois veículos. Particularmente, eu e Fabinho amaaaamos viajar de carro. Ainda mais com música boa e muito assunto para conversar. Ah! você pode ouvir a playlist da nossa viagem aqui. A proposta era ir sem pressa, curtindo o caminho, cidades pequenas e falar muita besteira juntos. Só! 🙂

  • PRIMEIRA PARADA: ONDE FICAMOS

Saímos de SP e fomos pela BR-116 para fazer uma parada em São José dos Campos, onde Fabinho tem tios e familiares. Lá ficamos hospedados no hotel Dan Inn, super tranquilo e que compensa para esta virada de dia. No dia até rolava uma promoção de groupon e o local estava bem cheio. Caminhamos um pouco, fomos até uma padaria que ficava bem próxima para tomar um café rapidinho e nos ajeitamos para ir noite até a Charme Pizzaria que achei uma delícia! Quem estiver por lá, vale a pena dar um pulinho para um jantar 🙂

Nosso primeiro dia foi bem tranquilo. Rimos, cantamos, vimos um pôr do sol incrível e comemos. Uma boa combinação eu acho 😛

PARA VER MAIS DESTE DIA ASSISTA NOSSO VLOG

Por aí, VÍDEOS

> PATAGÔNIA CHILENA: NOSSO ÚLTIMO DIA

05/08/2017

Despedir da patagônia foi algo difícil, mas simples de fazer. Apesar do desejo de ficar mais tempo o sentimento de que cumprimos o nosso tempo ali era grande e completo. No nosso último dia poderíamos ficar pelo hotel ou partir para realizar um pedaço de um passeio ao Parque Aikén del sur, uma reserva com 250 hectares. Lá é possível fazer trilhas, passeios guiados e ver toda a biodiversidade da região de Aysén. O parque é bem estruturado e lindo demais. É verde para todo lado.

Se você é como eu e Fabinho, ficará encantado. Ficamos rodando e lendo todas as placas de informações do local onde tem tudo super bem explicado e informando cada detalhe do lugar.

Neste dia acabamos almoçando super cedo, afinal depois iríamos partir para 2 horas de transfer com o pessoal do Loberias até o aeroporto de Balmaceda e depois todo o caminho de volta até Santiago. Foi uma viagem tranquila e muito relaxante apesar de todas as caminhadas. O pacote do hotel é completo e desde que você desembarca no aeroporto não precisa se preocupar com mais nada. Foi um prazer enorme estarmos em um lugar para mostrar um pouco da riqueza da Patagônia para vocês e com pessoas tão atenciosas em todos os passeios. Saímos de lá com o coração cheio e sabendo que um dia, mesmo velhinhos, iremos voltar.

Passamos boa parte do dia viajando. Chegamos no aeroporto e encontramos com o pessoal do Venturas que nos ofereceu o transfer até o Hostal, que foi maravilhoso devido o cansaço da viagem. Chegamos a noite, comemos um lanche pela região e capotamos. Dia seguinte iríamos aproveitar ainda mais um pouquinho de Santiago! Mas, aí, fica para um próximo post 🙂

NOSSOS PARCEIROS <3

www.loberiasdelsur.cl
www.venturas.com.br

VEJA ESTE DIA EM VÍDEO NO CANAL:

 

Por aí

> MALA DE VIAGEM PRÁTICA

01/08/2017

Muita gente tem pedido para falar mais sobre minha mala de viagem prática e, eu confesso, que acho engraçado, hehe. Porque acho que não tem nada demais. Mas, talvez aí esteja o segredo.

Desde que conheci Fabinho viajamos pelo menos uma ou duas vezes no ano para visitar os pais dele. A gente tem um ~porquinho viagem e vamos juntando para matar a saudade acumulada em alguns dias. O detalhe é que Fabinho odeia despachar mala, esperar, a função de aeroporto e demorar mais pra sair. Resultado: tive que me adaptar em sempre levar uma mala de mão para ficar desde uma semana até 20 dias fora de casa.

Claro que lá temos toalha e também máquina para lavar roupa, ponto. Já facilita a vida. Mas, aprendi que não adianta ficar nessa de levar tudo e usar só 5 peças. Aprendi a aceitar e levar só essas peças que realmente sei que vou usar – e de preferência que combinem entre sí.


O primeiro passo para montar uma mala de viagem prática é tendo um armário sincerão, o que quer dizer, um armário com peças que você usa, gosta e se sinta bem. O número de peças é você com você mesmo. Mas, acho bacana termos looks que sabemos que são confortáveis e caem bem na gente naquela fase.

Primeiro item que separo são as lingeries, pois é fácil de fazer uma média com o número de dias que ficaremos fora. Coloco dentro de um destes saquinhos quando tenho espaço sobrando, senão coloco entre o vão das peças de roupa. Segundo item são as roupas de corrida que quase não ocupam espaço, pois no geral, levo shorts e camisetas que tem o tecido mais fino possível para poder enrolar e ocupar o mínimo de espaço na mala (já que vou ter que colocar um tênis a mais para correr). Costumo levar 2 shorts (ou uma calça e 1 shorts) e 2 camisetas no máximo e lavo no lugar para reutilizar (isso vai desde a máquina de lavar dos sogros ou no banheiro do hotel mesmo, ÊTA FAROFA).

Terceiro item são as roupitchas! No verão é bem fácil! Costumo levar 2-3 shorts (um jeans claro, outro escuro e um estampado – por exemplo) e vou com a calça no corpo, por mais calor que esteja, só para ocupar menos espaço na mala. Geralmente também embarco com o sapato/bota que ocuparia mais volume, HÁ. No frio procuro levar 2 sweaters e 2 casacos mais reforçados. Também embarco com o casaco e calça mais volumoso e ás vezes vou com outro agasalho nas mãos fazendo a prevenida, mas na verdade é só para ter mais uma opção na viagem. Coloco os tênis e casacos neste espaço de cima da mala (onde ficaria computador e a outra divisória para pastas) e deixo um (ou a tolha) para colocar por cima das roupas antes de fechar a mala.

Blusinhas também sigo a mesma lógica das calças e shorts, só que com 3 peças a mais, afinal sujamos bem mais. Dou preferência para peças neutras e que combinem com tudo que coloquei na mala. Antes de guardar, faço uma pilha das camisetas e das calças/shorts e vejo como usaria cada look. Levo toucas, cintos, óculos, colares e detalhes como batons fortes para variar e diferenciar de um dia ou de outro.

Ah, não esquece do pijama!

Por último separo os itens de beleza. Bem, eu não sou das mais loucas de produtos então, confesso que fica simples. Deixo para usar alguns produtinhos do hotel e separo somente o necessário como: desodorante, creme de dia e noite, hidratante, demaquilante, bb cream, lixa de unha, batom neutro e 3 chamativos, lápis para sobrancelha, sabonete pequeno,  blush, rímel e lápis/delineador e algodão. É isso. Todos os produtos são pequenos, o que é ótimo para levar até na bolsa pessoal. Eu sempre falo que esqueço escova de cabelo, mas a verdade é que só “penteio” o cabelo com os dedos mesmo quando estão molhados e quando acordo, haha. Já aceitei.

Na bolsa pessoal minha ou do Fábio, coloco tudo de equipamento das câmeras, mini tripé, pendrive, computador e HDs. Gostamos de separar os itens pois se algum for roubado, perder ou esquecer a bolsa, o outro tem um cópia do material de backup gravado.

Foi mais ou menos com essa lógica que fomos para o sul todas as vezes no frio e calor e que fomos para o Chile no outono também. Na nossa passagem de Santiago para Patagônia não estava com mala para despachar inclusa, por isso fomos com tudo bem certinho e funcionou bem.

Espero que estas pequenas dicas ajude a organizar a mala de vocês!