Categoria

Inspirações

Corrida, Inspirações

> O que mudou depois da rotina de exercícios

03/10/2016

Sempre me perguntam o que mudou no meu corpo desde que começamos a nos exercitar “fielmente”, digamos assim. Confesso que é difícil falar pois não sou das mais ligadas em números como o Fabinho é. Mas, vou tentar.

Desde pequena eu sempre fui muito ativa. Fiz ballet, futebol, danças, ginástica, de tudo. Sempre gostei de me movimentar e sempre fui muito agitada. Quando comecei a trabalhar paguei minha primeira academia, fazia as aulas na medida do possível e a vida seguia. Minha alimentação sempre foi bem equilibrada então, pra mim, estava bão. Nunca gostei de “puxar ferro”, mas com os horários malucos, optei pelo o que era mais flexível. Acredito que depois de um ano e pouco eu parei e, nessa fase foi a que conheci o Barba. Começamos zilhões de planos e pagar uma academia, 200 cacetada por mês, não se encaixava. Embora, HOJE, eu saiba que isso não é desculpa.

Quem acompanhou desde o começo já sabe que foi mais ou menos em Abril do ano passado que nos inscrevemos na academia e foi ótimo. Meses depois começamos a correr e foi mais lindo ainda. A primeira mudança no meu corpo apareceu um mês de academia, quando meu ombro resolveu RESSURGIR. Lembro de meu pai comentar que eu parecida até mais alta, haha, OK. Também me senti muito mais resistente para tudo no dia a dia. Já não era das mais preguiçosas, fiquei mais ligadona ainda. Não me cansava fácil e fiquei raras vezes doente.

Confesso que eu não tinha muito o que DESEJAR mudar no meu corpo com urgência. Minhas palavras exatas foram: Quero condicionamento físico. Eu não queria crescer, nem diminuir. Só queria não ficar ofegante subindo escada. Queria saúde. ÓBVIO, definição seria bacana, um pouco mais de ombro e coxa mais dura não cairia mal. Mas eu comecei com a consciência de que isso é algo a longo prazo.

Abril deste ano resolvemos não renovar. 1- economizar 2- saco cheio de ver um dia lindo de sol trancado em uma sala quente com gente suada. Dei uma breve pesquisada e cai em dois aplicativos que já comentei com vocês aqui.

Muita gente me pergunta se meu peso diminuiu ou aumentou. De fato, perdi um pouco de peso no início (o que não queria) e depois recuperei sem precisar me preocupar. Uma banana a mais aqui, quando dava fome comia mais isso ali e pronto. Também acredito ter sido aquele papo de “perdeu gordura, ganhou músculo”. Me mantive ainda na casa dos 45.5kg. Na época dos treinos para a meia maratona, perdi um pouco. A alimentação tem que ser muito alinhada e a boa hidratação é fundamental. O que sempre foi meu ponto fraco, minha maior dificuldade é beber água. Agora melhorei bastante isso.

Desde que comecei a me exercitar em casa senti uma enorme diferença. Consegui bem mais o resultado que queria visualmente: corpo normal, sequinho e leve definido. Fazer exercícios com peso do corpo, melhorou ainda mais meu cardio, resistência e os benditos agachamentos fortaleceram absurdamente para correr sem deixar fadiga muscular. Resultado: estou correndo muito melhor e com as penas leves. Por conta disso também ganhei 1kg de massa magra, estou com 46.5kg e minhas medidas diminuíram. Perdi 4 cm de cintura. De 65 para 61cm. Pretendo entrar mais profundamente em outro post sobre isso, mas eu e Fabinho diminuímos muito o consumo de açúcar. MUITO. Açúcar é uma droga, todo mundo diz isso e nunca levei tanto a sério. Até começar a correr e notar como ele pesa e deixa o metabolismo podre. Ainda comemos uma coisa ou outra aqui e ali, em família e é raro. Mas procuramos alternativas de muitas receitas com açúcar de frutas e tudo mais. Vamos deixar pra outro post 😛

Acredito que tudo faça parte de um todo. Foi importante fazer academia, foi. Agora estou amando a liberdade de fazer o exercício cedo no quintal ou tarde dentro do quarto, onde for e onde der. É divertido. Atualmente nossa compra do mês vem basicamente da feira o que estou cada vez amando mais. Descobrimos novas farinhas, combinações e nos surpreendemos com sabores.

Ainda bato na tecla que as mudanças foram muito maiores dentro de mim. Mesmo deixando de lado a poesia, é verdade. Estou muito mais aliviada e ZEN. Dou o troféu as corridas. Me sinto bem com meu coração. Sinto que ele está mais resistente. Consigo fazer tudo com MUITA facilidade, ergo umas coisas pesadas que meu pai até se assusta. Não ganhei apenas massa estética, ganhei força funcional. E vocês sabem o quanto eu gosto de não depender de ninguém, hahah.

No final das contas fico feliz pela rotina que estamos conseguindo criar. Ás vezes juntos, ás vezes sozinhos, mas sempre unidos. Nosso planos vem dando um pouco mais certo a cada dia. Me esforço para que nossa família continue caminhando assim: com paz em todos os sentidos.

Fico devendo números mais uma vez, mas é só porque realmente não me apego tanto. Se puder dar uma dica é divirta-se. Pense a longo prazo: no prazer, na liberdade e a sensação de bem-estar e disciplina. Esquece percentual X% de gordura dos famosos, peso X da modelo, cintura W da Sheyla do tchan e tantas gramas de proteína por dia.

Nesse mundo que já nos cobra tanto, vamos aliviar e buscar equilíbrio para o nosso corpo e mente. O resto é consequência. De verdade!

Inspirações, Interiores

> Coisas Novas da nossa Casa

05/07/2016

Sempre comentei com vocês de algumas coisas da casa que ainda precisávamos ajeitar. Quando digo casa, entendam como a edícula, hehe. Ainda estamos planejando a parte da frente para algum futuro. Temos muitos sonhos, muitos planos e, confesso que, acabamos por uma questão de prioridades, deixando a casa um pouco na espera. As coisas tomam forma. É só preciso respirar e entender que tudo tem sua hora.

Detalhes fazem a diferença, todo mundo já sabe. Uma coisa que eu não aguentava mais era ver aquele armário provisório que usávamos ao lado da pia. Ele quebrou um baita galho, mas poxa, como é bom ver aquilo que planejamos no lugar. Esse armário nós encontramos em uma casa que ia jogá-lo fora, acreditam? Nunca fiquei tão feliz por ter gavetas! aahha Mas a história dele eu conto em um outro post 🙂 Por fim, agora ele esta onde deveria estar: encaixadinho e ao lado da geladeira nova que veio para facilitar a nossa vida.

IMG_0140-31

Os vasos estão padronizados, estou fazendo todos em cimento. Já perceberam que adoramos cinza+branco+madeira né? Beleza! Claro que filmei e logo logo esse DIY estará lá no canal <3 Espero que gostem! Eu estou meio viciada, hahah

IMG_0143-34IMG_0141-32  IMG_0158-40

IMG_0159-41

Outra novidade por aqui foi esse conjunto lindo da Pedra Gaia. Quem já nos acompanha desde o início, já ouviu falar dessa loja que sempre foi muito querida com a nossa casinha. Recebemos este  kit completo com os cristais, incenso, base e um guia para meditação. Eu já tive vários modelos de incensário e preciso confessar que este foi o ÚNICO que realmente segurou os farelinhos sem sujar nada. Além de ter esse formato triangular lindo, ele vem com dois incensos muitos delícias – amamos o de canela. Se você gostou, aproveita o nosso código promocional por lá, é: gaiaisa. Acendi no sábado, logo quando colocamos o armário no lugar, espantou o cheiro de verniz e deu boas vindas ao nosso cantinho!

IMG_0160-42IMG_0162-43

Este NEON lindo é da @StoreHouseHomeDecor , uma loja que sou viciada! Queria tudo da loja! A mistura perfeita do minimalismo, aconchego e aff gente, só vendo pra crer. Conheci o trabalho deles pelo @apartamento.33 da Dé do Tudo orna e, como tudo por lá, foi amor. Recebemos este presente lindo para colocar em cima da nossa cama. A palavra que mais define a nossa vida, o sentimento de viver com companheirismo e cumplicidade, que amamos receber as pessoas ao nosso redor. Ainda faltam mais algumas plantinhas e detalhes da lavanderia, que acredito que faremos em breve.

Compatilho sempre no instagram: @ribeiro_isadora e nos snapchat: ribeiro.isadora em primeira mão!

Estas foram algumas novidades! Não vejo a hora de contar e mostrar tudo certinho no tour e por aí. Espero que gostem de acompanhar as pequenas evoluções no nosso cantinho e quem sabe, sirva de inspiração 🙂

Inspirações, VÍDEOS

> 21K : MEIA MARATONA

27/04/2016

Foi no final do ano quando ouvi o Fabinho me dizer: Vou fazer a prova da meia maratona. “Quantos são mesmo? Ah, 21km, você é louco”. Na hora ele falava animado da planilha de treino e, enquanto isso, apenas uma coisa passava na minha cabeça: O que faz alguém correr uma meia maratona? O que leva alguém a ficar praticamente 2 horas correndo?

Barba me falava do trajeto. Não teriam praticamente subidas e era próximo de casa, um percurso que estávamos até acostumados. Não me perguntem o porquê, mas meses depois começava a fazer sentido me inscrever. Senti uma ponta de confiança ao pensar: Será que eu consigo? Vamos ver, me respondi em voz alta. Me inscrevi faltando 2 meses e 8 dias para a prova e o frio na barriga começou com um misto de tranquilidade e paz interior que me arrisco dizer que, só quem corre consegue sentir.

Fabinho mergulhou nessa comigo, como em todos os meus projetos furados ou os relevantes que me enfiei nestes 6 anos juntos. Acordávamos cedo, calçávamos os tênis, protetor, protetor labial, mochila de água e fugíamos. Todos os domingos, lembrava daquela pessoa que 8 meses atrás não conseguia respirar por 300m. Mas, que resolveu não parar. Desde o meu primeiro 1km, até os 15km, 16.5km, 18km, 19.5km, ele esteve em todos. Eu repetia: Só tenho que ir e voltar. Ele ria.

Eu sempre pensava que motivação faria alguém correr por tanto tempo? e o tédio? e a vontade de sentar e não fazer mais nada? a ansiedade de chegar em casa e ir para o almoço de família? os emails não respondidos? o trabalho? A verdade é que tudo isso é apenas um detalhe, quando se esta correndo. Me arrisco em dizer que quase não faz mais importância. Foi aí, que peguei gosto. Descobri que quanto mais longe ia, mais tempo eu ganhava de coração leve, mente tranquila e serenidade para os trancos da vida. Eu teria mais tempo para pensar, pensar em tudo e terminar sem lembrar de nada. Olhar para o asfalto se tornou a melhor terapia que eu poderia fazer por mim mesma. Era neste tempo que eu me aturava e brigava com meus monstros interiores. A insegurança, o medo, a ansiedade e a falta de compromisso. Cada quilômetro a mais, a recuperação doía um pouco mais, mas mal sabia eu que este era o combustível.

O melhor de correr é que tanto faz se você se está bem ou mal. Na verdade, se estiver mal é melhor ainda. Já corri com lágrimas no rosto, com o peito angustiado, brigada com o Fábio, ansiosa com resposta de trabalho: em todas elas, marquei meus melhores tempos. Terminava a corrida dando a importância certa para aquele problema e de que uma hora as coisas vão se resolver. E se não resolver, tudo bem também.

Há quem diga que o nosso semblante mudou desde que começamos a correr. Criamos um certo sorriso, sem estar sorrindo. Uma tranquilidade e leveza física, mas muito mais mental. Foi correndo que entendi que meu corpo é a minha casa e que preciso cuidar bem dela para que funcione bem. Foi correndo que entendi que posso ir além, mas que manter um passo seguro e bem administrado também é importante. Foi correndo que descobri que o trajeto não importa, quando se tem vontade de seguir em frente. Foi correndo que senti a minha fragilidade à flor da pele, mas que não chega nem perto da força que há em mim e eu não sabia. Hoje, apenas corro.

pésVi gente nova e muita gente com 60-70 anos. Minha vontade era parar e dar um abraço. Chegamos nos 16km e já não importava mais. As pernas sabiam o caminho. Ao mesmo tempo, o problema estava mais em cima: a mente. Esta talvez seja nosso maior desafio no asfalto ou fora dele. Barba queria registrar minha chegada e foi mais rápido nos últimos 3km. Por um segundo, me senti só. Uma solidão diferente. Eu estava com 3 mil pessoas ao redor e eu poderia parar, ninguém me impediria. Comecei a ver pessoas caminhando, sentadas no meio fio. Outras olhando para o relógio religiosamente, mudando de música constantemente, comendo gel de carboidrato para dar energia. A verdade é que nada disso funciona, se você não esta seguro com a sua mente. Ela te dirá para parar e você pode. Mas, por quê? “Tô chegando em casa“, eu pensava. Eu tinha energia em mim, mas minhas pernas me diziam outra coisa. Olhei no celular pela primeira vez na prova e faltava 1.100km. Apertei o passo. Controlei o impacto e fui. Fui, mais uma vez. Só que dessa vez: Cheguei aos 21.1km. Nossa primeira meia maratona.

Como tudo na vida, o trajeto foi sofrível. Nunca vou me esquecer das mensagens de incentivo que ouvi no caminho, a senhora com 60 anos que me inspirava, a nossa amizade forte, dores, desconforto, o prazer da água. Mas, foi incrível.

Hoje, me peguei pensando: 42K? O que leva alguém a correr isso? Talvez eu também tenha que descobrir…

Inspirações, Interiores

> Decoração de Quarto Infantil

23/02/2016

Faz um tempinho que não atualizo a categoria com posts de cantinhos de decoração que eu adoro, né? Confesso que tenho colocado cada vez mais coisas pelo pinterest e acabo me estabanando para trazer pra cá. Dia desses, digo, minto, acho que foi no ano passado, uma leitora que estava grávida, me perguntou se eu tinha algumas referências de decoração de quarto infantil que eu curtia e faria futuramente.

Eu sou apaixonada por decoração infantil! Confesso que o mundo de criançada me encanta. A liberdade das cores, o equilíbrio em tons neutros, formas geométricas, móbiles e toda informação criativa me faz suspirar. O que mais adoro é a personalidade que podemos trazer. Sem essa de cor X para meninas e Y para meninos. O importante é criar um universo aconchegante e delicioso para que o bebê se sinta bem-vindo em cada canto.

1infaitilAí, diferente de muitos, acredito que a simplicidade seja a palavra-chave! Ter um espaço clean e com apenas o que é necessário, faz com que a decoração de quarto infantil siga a risca o famoso “menos é mais”. Pensando sempre no que é funcional no dia a dia, decorativo e interativo, é possível criar um recanto relaxante e contagiante.

6infaitil2infaitil

A princípio, siga uma linha de decoração que você admira. Rústico, industrial, moderno, escandinavo, retrô ou vintage. Apenas adapte detalhes para ter um espaço otimizado e prático no dia a dia. Independente do estilo de decoração de quarto infantil que você optarr, as prateleiras e nichos são ótimos para aproveitar espaço e manter a ordem.

3infaitil4infaitilDetalhes feito a mão por familiares e amigos, dão aquele toque de carinho e afago no coração. Quadros, paredes customizadas, almofadas, bichos de pelúcia, bandeirinhas e luzes, são peças-chaves para trazer personalidade. Cestos rústicos são a minha paixão, principalmente para guardar brinquedos e manter cada coisa em seu lugar, com estilo e calor visual.

5infaitil 7infaitil

Neste painel estão mais algumas inspirações 🙂 Espero que gostem e tragam algumas ideias para o futuro ou aquele amigo que já está nesta fase!

Inspirações, VÍDEOS

> Retrospectiva 2015

23/12/2015

Recordar é viver, já dizem por aí. 2015 não foi um ano dos mais fáceis pra ninguém, mas hoje não é dia de escrever é dia de vídeo de retrospectiva lá no canal 🙂  Já se inscreveu? Clica aqui pra não perder nenhum vídeo 🙂

Desejamos para todos um lindo Natal, cheio de risadas, momentos deliciosos em família e boas comidinhas. Que possamos criar laços, cativar amizades e nos entregar para amar intensamente todos os dias todos ao redor.

FELIZ NATAL e a gente se vê por aí <3

Inspirações, Interiores

> Ideias de Decoração de Natal Simples

16/12/2015

A época mais gostosa do ano está chegando, é claro, o NATAL! Independente de religião e do que esta data simboliza para cada um, é gostoso reunir a família, decidir o cardápio, dar boas risadas das histórias antigas e rir com os amigos daquele parente figuraça. Se você mora em um apartamento pequeno ou não tem ideias para fazer uma decoração de natal que tenha todo aquele espírito aconchegante, separei neste post algumas ideias para inspirar diferentes estilos. A partir delas, tenho certeza que muitas ideias para decoração de natal irão aparecer 🙂

arvrores2015 presentesnatal15mesa2015

Eu AMO a combinação de vermelho com dourado, mas se você deseja fugir um pouco do tradicional uma boa aposta é a tonalidade prata, branca e cores neutras ou divertidas. Nos pacotes de presente eu adoro embrulhos simples e com aquele toque feito à mão com detalhes simples.

O segredo é ter um pouquinho da gente em cada parte, assim a decoração de natal fica muito mais especial. Crochê da vó, conjuntos de pratos da mãe e receitas de amigos. Lembrando que se você tem bichinhos em casa e ama muito a sua árvore, é melhor colocá-la em um lugar mais alto.

Espero que inspire para a decoração de natal de vocês. A nossa ainda não rolou, mas tenho fé que vai! hahah

*Fotos do Pinterest

Inspirações

> Celebrar o Amor II

30/11/2015

Estes dias um amigo, o Fabio Oliveira, nos enviou este casamento. “Toma aí para inspirar” e na verdade, nós suspiramos. Antigamente os casamentos eram recheados de tradições de tudo quanto é tipo. Hoje em dia, a lista de convidados foi reduzida e deseja-se estar com quem fez parte do relacionamento os forjando como pessoas e, por fim, um casal. Um amigo realiza a cerimônia, a localização é escolhida por um motivo simbólico, os vestidos de noivas estão mais leves, menos volumosos e nos pés o salto alto não é mais obrigação.

Tudo tem a sua beleza, quando fazemos algo da maneira que somos. Celebrar o amor ao lado de alguém atualmente é ser livre para aderir ao clássico branco e véu ou entrar com os pés no chão e cabelos naturais – ou os dois juntos. Não existem regras. O mais bonito do amor é que ele é único para cada casal. Nada mais justo que este dia especial seja assim, não é? Espero que gostem destas fotos livres, leves em que os noivos estão tão confortáveis quanto um dia de domingo. 🙂

indiaandjay21-1350971 indiaandjay54-1351284  indiaandjay143-1351328 indiaandjay151-1351329 indiaandjay313-1351422 indiaandjay537-1351551 indiaandjay670-1351575 indiaandjay712-1350977 indiaandjay731-1350979 indiaandjay733-1351248

Veja também “Para Celebrar o Amor I”

E o SEU dia, como seria? 🙂