Categoria

RECEITINHAS

RECEITINHAS

> No meu prato por um dia #9

18/07/2016

Essa é uma categoria que gostam muito por aqui e eu também adoro 🙂 Me faz ver como com um pouquinho de planejamento e as comprinhas certas, a gente em meio a correria, consegue se virar e comer legal por aqui. Nesse dia estava um pouquinho mais quente que o normal pela manhã, por isso acordei desesperada por uma “vitamina”. Em casa, qualquer coisa que a gente bote leite ou iorgute e bata no liquidificador é vitamina, hahahah.

  • Café da manhã: Iogurte caseiro+mamão+mel. Pão caseiro integral, descongelo e coloco na chapa com manteiga <3
  • Lanche da manhã: Saladinha de frutas, aí quantidade para eu e o Barbinha.

IMG_0254-2 IMG_0253-1 2016-07-06 11.37.26-2-1

Neste dia acho que eu estava com saudade de minha mamis, pois a salada de frutas é algo muito dela. Comíamos muuuito quando crianças. Adorava!

  • Almoço: Panqueca de proteína de soja com molho de tomate. Também deixo congelada algumas vezes. No caso, eu fiz no dia anterior e só coloquei em um pote na geladeira 🙂 Adianta a vida.

IMG_0255-2 IMG_0256-3

  • Lanche da tarde: Esse bolinho de banana foi a sensação por aqui. Na verdade, eu não sei porque raios o Barba gostou tanto. Ele ama bolo (e eu também), principalmente de banana. Nesse aí eu fiz uma parte com farelo de aveia e algumas colheres de cacau. Ele fica super cremudinho, a receita tá aqui. Nunca vi alguém tão feliz comendo. Eu preferi ir pro clássico “sanduíche de bolacha de água e sal com manteiga” hahah

IMG_0260-5 IMG_0257-4

  • Janta: Esse dia eu precisava fazer os aspargos. Eu amo comer com eles só fritadinhos de leve, mas no risotto também é vida. Além de ser tããão rápido de fazer é uma das minhas confort foods preferidas. Também precisava fazer os cogumelos, coloquei pedaços de queijo, temperei e coloquei no forno. Tava com fome e né, pra que esperar gratinar? Mas esperem que deve valer muito a pena 😛

IMG_0262-6

Esse foi um dos nossos dias de comidinhas por aqui. Espero que dê ideias e inspirem alguns pratos por aí também 😀

Na cozinha, RECEITINHAS

> Um dia na Cozinha para vários dias

11/07/2016

Já comentei e postei algumas vezes por aqui que a gente gosta muito de se planejar para comer. Não fazemos a marmita, tipo PRONTA, mas deixamos tudo mais agilizado possível. Com a chegada da nossa tão amada geladeira, agora temos um freezer descente para congelar a vida inteira! hahah O fim de uma era para a geladeira de 10 anos do Barbinha em que, ou a gente comprava sorvete ou fazíamos feijão, era uma ZOEIRA. Enfim!

IMG_0024-7Estamos procurando ser o mais suficientes possíveis por aqui. Ou seja, fazer ao máximo o que podemos por nós mesmos. Principalmente, na questão alimentar. O requeijão, a geléia, o pão, o bolo, o iogurte, assim vai, é feito por nós. Claro que não temos como colher o trigo, mas acredito que quanto menos industrializada a nossa vida, mais laços criamos.

Dia desses tiramos para cozinhar para o dia a dia e fazer várias coisinhas que salvam a nossa vida! A primeira delas, sem dúvidas, é o pão. Sempre faço em bolinhas ou no sentido do comprimento. De manhã, tiro o meu e do Barba. Descongela super rápido naturalmente, mas coloco 30 segundos no micro ou na frigideira e pronto. Parece que foi assado na hora! Ali do lado estão os muffins de queijo e legumes. Neste dia também rolou bolo de laranja que, aprendi com a minha mãe a congelar meio que em fatias largas. Para quem mora com duas pessoas evita ter que comer tudo rápido demais e você tem sempre um bolo para as visitas. Vale lembrar que para massas é importante deixar esfriar bem após o cozimento e depois congelar.

IMG_0025-8Outras coisas que salvam nossa vida no dia a dia são nhoques, panquecas e hambúrgueres. No caso, este nhoque de batata doce eu fiz meio de olho. Tinha um purê de batata doce, coloquei algumas colheres de sopa de farinha integral, temperei e pronto. Para congelar, é preciso cozinhar e primeiro colocar como na foto, separadinhos no freezer e depois ensacar, para que nenhum congele no outro e vire uma gororoba. O hambúrguer de lentilha é o que vocês me ensinaram e o Barbinha comeu o freezer dele todo sozinho. Sério.IMG_0045-10 IMG_0026-9IMG_0078-22 IMG_0087-23IMG_0077-21 IMG_0132-25
Outras coisas que fiz neste dia: cozinhar grão de bico, feijão, molho de tomate, brócolis, couve-flor, cenoura e outros legumes cozidos. Também estamos trocando nossos potes aos poucos para os de vidro que duram mais e evita o uso de muitos saquinhos. Não sei ao certo o tempo de cada um de durabilidade no freezer, pois sinceramente, tudo dura bem certinho com nossa compra do mês. Pode parecer trabalhoso, mas é muito gratificante montar um sanduíche, como o da foto do Barba, e ver que o pão, o requeijão e o hambúrguer são caseiros.

Espero que ajude a planejar o dia a dia de vocês! 🙂

Receita da Torta salgada fácil aqui. Receita do pão integral e com farinha branca, aqui. Receita do bolo de laranja, aqui. Receita do hambúrguer de lentilha, aqui.

Na cozinha, RECEITINHAS

> Hambúrguer de Lentilha (de vocês)

27/06/2016

Oi, gente! Um tempinho atrás no SnapChat (ribeiro.isadora), comentei com vocês de mandarem alguma receita de hambúrguer vegetariano para fazer em uma noite aqui em casa. Recebi muitas mensagens, muito queridas e atenciosas por sinal, muito muito muito obrigada! 🙂 Muito bom poder contar com vocês quando preciso de um HELP por aqui também. A receita mais enviada foi a do hambúrguer de lentilha. Foram muitos elogios e indicações, por isso resolvi juntar um pouquinho de cada e montar a nossa <3

13262261_1545893892380348_402786986_o-2

Receita hambúrguer de lentilha Na Nossa Vida:

  • 1 xícara de lentilha cozinha
  • 1/2 cebola roxa ou comum
  • 1 dente de alho
  • Um pouco de suco de limão
  • Farinha para dar ponto (mais ou menos 1/2 xícara)
  • Salsinha e cebolinha
  • Sal e um toque de páprica

Cozinhei a lentinha na panela comum, é super rapidinho. Escorra bem e deixe esfriar um pouco. Em um mixer, bata a lentilha com todos os ingredientes, menos a farinha. Acrescente a farinha aos poucos. Pode usar a farinha que quiser, branca, integral, sem glúten, enfim. É difícil dar uma quantidade exata pois varia da umidade e toda aquela coisa, mas acrescente até obter uma massa de modelar – ela fica um pouco molinha mesmo, não é tão firme. Como meu mixer não é dos mais fortes, então sempre deixo para colocar o restante da farinha depois.

Agora é só montar os hambúrgueres no formatinho! Aqui estou fazendo sempre para congelar. Enrolo em um plástico filme e depois é só passar na farinha de rosca e fazer no forno ou com um pingo de azeite. Caso for comer na hora, passe na farinha de rosca e asse ou frite. Fácil, né? Rende mais ou menos 8 porções.

Algumas receitas como a das meninas do Granola, tinha cenoura, beterraba, uma ótima opçõa mega saudável e cheia de vitaminas. Barba amou tanto que só come ele aqui, segundo ele foi a melhor receita até agora 🙂 A combinação sucesso aqui foi pão australiano+ cebola no shoyo+ hambúrguer+ tomatinho. Com rúcula então, fica a-m-o-r.

Espero que seja sucesso por aí também!

Mais uma vez, muito obrigada por tantas fotos, dicas, mensagens e até imagens do caderno de receita de vocês! Amaria fazer mais vezes. O que acham? <3

Na cozinha, VÍDEOS

> Só Shots: 25 ANOS DA ISA

01/06/2016

Aí que eu resolvi fazer aniversário bem em um sábado. Maravilhoso? Não muito pra quem é freela. Por isso, demos um jeitinho de comemorar pessoa super especiais em um dia na semana. O lugar escolhido foi o Só shots, espaço que fica no Itaim, bairro super da galerê. Rachamos o taxi e em pouco tempo estávamos por lá.

DSC00611-3

O espaço parece uma extensão da nossa casa. A decoração rústica e cheia de elementos antigos nos fez falar “OWN” a noite inteira. E o que são estes pratos? BABAMOS. Preciso desse conjunto! A playlist era incrível e o atendimento das garçonetes foi super querido!

Começamos a noite pedindo uma tábua de frios com queijos, cebolinha, picles, torradas e 3 opções para comer com pão pita, a coalhada, beringela e homus. Amamos dar preferência para pratos que são assim fáceis de dividir. No final, repetimos a tábua e pedimos uma batata rústica que era super crocante!

DSC00616-8
As bebidas! Como o próprio nome já diz, o conceito são bebidas em pequenas doses, mas você também encontra drinks e cervejas é claro. Mas, queríamos curtir essa onda dos copinhos, afinal AMAMOS coisas minis 😛 Estávamos em bastante gente, pegamos uma garrafa de negroni que Sr. Barba casou com ela. Uma garrafa de batida de coco e outra de batida de amendoim. Todas são inofensivas e docinhas. Mas, não te deixam super crazy, calma hahah. Ainda mais se você estiver em grupo como nós, vale super apenas dividir 🙂

Para ver mais deste dia é só clicar abaixo no vídeo que tá bem legal <3

Na cozinha

> Le Manjue: Orgânico, saudável e funcional

23/05/2016

Era uma quinta-feira e fomos convidados para conhecer o Le Manjue, restaurante que eu já tinha ouvido falar muitas vezes e é localizado na Vila Nova Conceição. Os ingredientes da casa são da própria horta, garantindo a qualidade de tudo para o preparo. Com um climinha super íntimo, delicado e iluminado apenas com lâmpadas pendentes, o lugar é super aconchegante. Tanto para ir em casal, como para um almoço com amigos. Na verdade, durante a semana rola um self-service com uma variedade de saladas incrível. Como fomos a noite, aproveitamos o cardápio que olha, é super variado!

IMG_4016-19 IMG_3987-2 IMG_3990-4 IMG_3988-3
Achei o menu super bem pensado. Para quem come carne, quem não come, veganos, com intolerância lactose, glúten, zero açúcar, menu kids, enfim. Tem pra tudo e todos!

Pedimos de entrada os bolinhos de arroz integral com ervas e recheado com queijo. Super crocante e uma delícia! Uma porção de queijo brie gratinado que veio com uma geléia de pimenta saborosa. Ao mesmo tempo que estava tudo bem preparado, tinha um toque caseirinho aconchegante. Para beber suco natural de maracujá com gengibre e mel para mim e abacaxi para o Barba.

No prato principal, eu já estava de olho no risotto integral de shitake. Barbinha foi na indicação do dia da casa, um risotto de pêra com damasco e filé mignon ao molho de gorgonzola. Achamos tudo super bem equilibrado em questão de temperos e texturas. IMG_3998-9IMG_4004-14IMG_4001-12 IMG_4010-15Barbinha ainda tinha espaço para a sobremesa, haha. Pediu um crepe de cacau com creme de avelã com sorbet de framboesa. Dei uma provadinha de leve e gostei. É um sabor bem diferente. Fabinho é apaixonado por chocolate amargo e cacau, curtiu muito. Inclusive a ganache de fabricação própria da casa – que quem nos segue no snapchat: ribeiro.isadora, viu como ele detonou e me deixou com só uma colherada.

Tivemos uma noite bem agradável e leve. Recomendamos! 🙂

| Le Manjue: Rua Domingos Fernandes, 608 |

No meu prato por um dia

> No meu prato por um dia: Aproveitando tudo

16/05/2016

É, gente o dia a dia é osso. Tentamos ao máximos deixar tudo o mais agilizado possível, mas ainda assim temos que nos virar e revirar. Mas, importante é não parar de tentar se esforçar, afinal alimentação é coisa séria – e que também precisa ser leve, de boa e sem neura. Aqui a gente antes de tudo se diverte. Procuramos fazer algumas coisas em casa, substituir algumas por integral, não cortamos os carboidratos nem a pau, damos chance para sabores de legumes e frutas novas, ter tranqueiras na prateleira para salvar e comer com satisfação. Bom, esse aqui foi mais um dia de se vira nos trinta.

  • Café da manhã: Pão de forma com pasta de amendoim caseira e queijo minas caseiro. Para a pasta de amendoim, basta aquecer o amendoim sem pele e sem sal por 5 minutos em fogo baixo e bater no mixer ou liquidificador até virar a pasta. Não adoçamos. O queijo, bem, conto em outro post.
  • Lanche da manhã: Castanha do pará.

IMG_3938-2

  • Almoço: Hambúrguer de quinoa que mostrei lá no canal. Você pode clicar aqui para ver como faz. Eu tinha um pouco de abobrinha e purê com espinafre do dia anterior, aproveitei. Queijo, tomatinhos e champions.

IMG_3941-3IMG_3937-1IMG_3942-4IMG_3945-5

  • Lanche da tarde: Nos dias de TPM eu fico praticamente louca por sucrilhos de chocolate. Não me perguntem o porquê, mas sei que isso anda acontecendo por alguns meses. Afinal, né, vamos concordar que um brigadeiro seria mais eficiente hahahah

IMG_3946-6

  • Janta: Lembram da abobrinha que aproveitei no almoço? Pois bem, ainda tinha. Resolvi fazer uma pizzinha com ela. Só refoguei com alguns temperinhos e deu amor, digo, pizza. As vezes quando quero ser mais light uso pão sírio no lugar dessa massa ou faço a massa.

IMG_3947-7 IMG_3949-8

Este ano a gente tá super enrolado. Mas, ao ponto de estar complicado até ir na feira. Essa semana por exemplo, acho que tínhamos só laranja e morango na casa. O tempo anda curtinho, mas a gente continua se virando – com amor e cuidado. Isso que importa <3

Na cozinha - para o amor -, RECEITINHAS

> Como Fazer Iogurte Caseiro

03/05/2016

Gente, já vou começar dizendo que: O iogurte caseiro é fácil, delícia e naturalíssimo.

A gente tem a tendência de pensar que é impossível. Afinal, parece meio complicado de olhar um pote de iogurte e pensar “posso fazer isso aí” – mas é simples! Primeiro você precisa comprar um leite integral destes mais “gordurosos”, geralmente estão em garrafas como este da foto ou em saquinho. De caixinha não dá!

Processed with VSCO with t1 preset

Recomendo este da Fazenda ou o da Leitíssimo.

Vou explicar em passos curtos e diretos para ficar fácil na hora que você for fazer, tá?

  • Ferva 1 litro de leite. Quando formar aquelas bolinhas nas laterais antes do leite subir, pode desligar.
  • Deixe amornar na própria panela (aqui precisou de 20 minutos) até que você consiga colocar o dedo no leite e contar até 10. Eu diria que são dois-três pontos mais quentes que temperatura pra criança, sabe?
  • Despeje em um recipiente de vidro e acrescente um pote de 170g de iogurte natural e integral industrializado. Misture, tampe ou cubra com filme plástico, enrole em um pano de prato e deixe de repouso fora da geladeira. Coloquei dentro do microondas.
  • Aguarde pelo menos 12 horas. Eu esperei 15 horas para ter a consistência cremosa-líquida, para bater o iogurte caseiro com frutas.

Para fazer o Iogurte grego caseiro. Separei metade deste iogurte que ficou em repouso e coloquei no pano de prato ou fraldinha com uma peneira ou escorredor. Importante colocar um pote embaixo, assim como na foto, pois o soro irá escorrer. Depois você coloca na geladeira e espera pelo menos mais 6 horas. A consistência dele fica semelhante de chantilly. É incrível!

Processed with VSCO with t1 preset

Algumas observações:

  • Guarde em potinhos e você pode consumir e usar em receitas. Aqui consumimos em 5 dias, mas dizem que ele dura até 10 dias.
  • A receita pode ser feita com até 4 litros de leite. Ou seja, você pode usar de 1 até 4 litros de leite para 1 copinho de iogurte. Mas, lembre-se de fazer o que você irá consumir na semana para não estragar!
  • Aqui nós não adicionamos açúcar, pois preferimos mel. Você pode colocar suco de laranja, frutas picadas, bater com morango ou o que mais gostar. Aqui nós deixamos apenas um de morango pronto para tomarmos no dia e os outros naturais, assim quando cada um for comer, faz como desejar. Mas, é melhor sempre bater com frutas quando for consumir no mesmo dia. Como não possui conservantes é bacana se atentar.
  • A dica é guardar 170g do seu iogurte caseiro para que, na próxima vez que você for fazer, não precise colocar o industrializado. Pode usar o seu! 🙂
  • Outra coisa é começar a fazer, já pensando que você precisará dar uma checada nele depois de 12 horas. Portanto, se você não gosta de acordar cedo, não comece a fazer as 5 da tarde.
  • O sabor, principalmente do grego, é igual e bem mais leve do que os industrializados. O batido com frutas, fica um pouco menos encorpado, mas tem um saborzinho fresco sem igual.
  • Dá para fazer com tudo desnatado? Já li por aí que sim, mas não fiz para saber se dá certo. Dizem que ele funciona, mas fica mais ralinho por não conter tanto gordura né. Nunca fiz com qualquer outro tipo de leite, sem lactose ou enfim, também não sei se dá certo.

IMG_3924-5

Processed with VSCO with t1 preset

Com 6 reais e pouco você consegue ter quase 2 litros de iogurte. No mercado, você gastaria 15 reais. Além do fato de você conhecer todo processo e saber que a fruta é totalmente natural. Bacana, né?

Espero que gostem e que dê certo por aí!

Quem me segue no snapchat (ribeiro.isadora), já sabe que aprontei mais uma.

Depois conto para vocês! 🙂