Por aí

> MALA DE VIAGEM PRÁTICA

01/08/2017

Muita gente tem pedido para falar mais sobre minha mala de viagem prática e, eu confesso, que acho engraçado, hehe. Porque acho que não tem nada demais. Mas, talvez aí esteja o segredo.

Desde que conheci Fabinho viajamos pelo menos uma ou duas vezes no ano para visitar os pais dele. A gente tem um ~porquinho viagem e vamos juntando para matar a saudade acumulada em alguns dias. O detalhe é que Fabinho odeia despachar mala, esperar, a função de aeroporto e demorar mais pra sair. Resultado: tive que me adaptar em sempre levar uma mala de mão para ficar desde uma semana até 20 dias fora de casa.

Claro que lá temos toalha e também máquina para lavar roupa, ponto. Já facilita a vida. Mas, aprendi que não adianta ficar nessa de levar tudo e usar só 5 peças. Aprendi a aceitar e levar só essas peças que realmente sei que vou usar – e de preferência que combinem entre sí.


O primeiro passo para montar uma mala de viagem prática é tendo um armário sincerão, o que quer dizer, um armário com peças que você usa, gosta e se sinta bem. O número de peças é você com você mesmo. Mas, acho bacana termos looks que sabemos que são confortáveis e caem bem na gente naquela fase.

Primeiro item que separo são as lingeries, pois é fácil de fazer uma média com o número de dias que ficaremos fora. Coloco dentro de um destes saquinhos quando tenho espaço sobrando, senão coloco entre o vão das peças de roupa. Segundo item são as roupas de corrida que quase não ocupam espaço, pois no geral, levo shorts e camisetas que tem o tecido mais fino possível para poder enrolar e ocupar o mínimo de espaço na mala (já que vou ter que colocar um tênis a mais para correr). Costumo levar 2 shorts (ou uma calça e 1 shorts) e 2 camisetas no máximo e lavo no lugar para reutilizar (isso vai desde a máquina de lavar dos sogros ou no banheiro do hotel mesmo, ÊTA FAROFA).

Terceiro item são as roupitchas! No verão é bem fácil! Costumo levar 2-3 shorts (um jeans claro, outro escuro e um estampado – por exemplo) e vou com a calça no corpo, por mais calor que esteja, só para ocupar menos espaço na mala. Geralmente também embarco com o sapato/bota que ocuparia mais volume, HÁ. No frio procuro levar 2 sweaters e 2 casacos mais reforçados. Também embarco com o casaco e calça mais volumoso e ás vezes vou com outro agasalho nas mãos fazendo a prevenida, mas na verdade é só para ter mais uma opção na viagem. Coloco os tênis e casacos neste espaço de cima da mala (onde ficaria computador e a outra divisória para pastas) e deixo um (ou a tolha) para colocar por cima das roupas antes de fechar a mala.

Blusinhas também sigo a mesma lógica das calças e shorts, só que com 3 peças a mais, afinal sujamos bem mais. Dou preferência para peças neutras e que combinem com tudo que coloquei na mala. Antes de guardar, faço uma pilha das camisetas e das calças/shorts e vejo como usaria cada look. Levo toucas, cintos, óculos, colares e detalhes como batons fortes para variar e diferenciar de um dia ou de outro.

Ah, não esquece do pijama!

Por último separo os itens de beleza. Bem, eu não sou das mais loucas de produtos então, confesso que fica simples. Deixo para usar alguns produtinhos do hotel e separo somente o necessário como: desodorante, creme de dia e noite, hidratante, demaquilante, bb cream, lixa de unha, batom neutro e 3 chamativos, lápis para sobrancelha, sabonete pequeno,  blush, rímel e lápis/delineador e algodão. É isso. Todos os produtos são pequenos, o que é ótimo para levar até na bolsa pessoal. Eu sempre falo que esqueço escova de cabelo, mas a verdade é que só “penteio” o cabelo com os dedos mesmo quando estão molhados e quando acordo, haha. Já aceitei.

Na bolsa pessoal minha ou do Fábio, coloco tudo de equipamento das câmeras, mini tripé, pendrive, computador e HDs. Gostamos de separar os itens pois se algum for roubado, perder ou esquecer a bolsa, o outro tem um cópia do material de backup gravado.

Foi mais ou menos com essa lógica que fomos para o sul todas as vezes no frio e calor e que fomos para o Chile no outono também. Na nossa passagem de Santiago para Patagônia não estava com mala para despachar inclusa, por isso fomos com tudo bem certinho e funcionou bem.

Espero que estas pequenas dicas ajude a organizar a mala de vocês!

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Adorei as dicas e percebi que já faço tudo! Eu “viajo” pra uma cidade aqui pertinho quase todo fim de semana, desde que tinha 6 anos e minha tia alugou um chalé no sítio de amigos e aí de repente o filho desses amigos virou meu namorado e continuo indo sempre pra lá… acho que os muitos anos de experiência me deixaram bem pratica na hora de fazer mala também!
    Sempre faço isso de ir com as roupas e sapatos mais pesados no corpo também, poupa tanto espaço!
    Amei o post!
    Beijos!