Inspirações

> O que mudou depois da rotina de exercícios

03/10/2016

Sempre me perguntam o que mudou no meu corpo desde que começamos a nos exercitar “fielmente”, digamos assim. Confesso que é difícil falar pois não sou das mais ligadas em números como o Fabinho é. Mas, vou tentar.

Desde pequena eu sempre fui muito ativa. Fiz ballet, futebol, danças, ginástica, de tudo. Sempre gostei de me movimentar e sempre fui muito agitada. Quando comecei a trabalhar paguei minha primeira academia, fazia as aulas na medida do possível e a vida seguia. Minha alimentação sempre foi bem equilibrada então, pra mim, estava bão. Nunca gostei de “puxar ferro”, mas com os horários malucos, optei pelo o que era mais flexível. Acredito que depois de um ano e pouco eu parei e, nessa fase foi a que conheci o Barba. Começamos zilhões de planos e pagar uma academia, 200 cacetada por mês, não se encaixava. Embora, HOJE, eu saiba que isso não é desculpa.

Quem acompanhou desde o começo já sabe que foi mais ou menos em Abril do ano passado que nos inscrevemos na academia e foi ótimo. Meses depois começamos a correr e foi mais lindo ainda. A primeira mudança no meu corpo apareceu um mês de academia, quando meu ombro resolveu RESSURGIR. Lembro de meu pai comentar que eu parecida até mais alta, haha, OK. Também me senti muito mais resistente para tudo no dia a dia. Já não era das mais preguiçosas, fiquei mais ligadona ainda. Não me cansava fácil e fiquei raras vezes doente.

Confesso que eu não tinha muito o que DESEJAR mudar no meu corpo com urgência. Minhas palavras exatas foram: Quero condicionamento físico. Eu não queria crescer, nem diminuir. Só queria não ficar ofegante subindo escada. Queria saúde. ÓBVIO, definição seria bacana, um pouco mais de ombro e coxa mais dura não cairia mal. Mas eu comecei com a consciência de que isso é algo a longo prazo.

Abril deste ano resolvemos não renovar. 1- economizar 2- saco cheio de ver um dia lindo de sol trancado em uma sala quente com gente suada. Dei uma breve pesquisada e cai em dois aplicativos que já comentei com vocês aqui.

Muita gente me pergunta se meu peso diminuiu ou aumentou. De fato, perdi um pouco de peso no início (o que não queria) e depois recuperei sem precisar me preocupar. Uma banana a mais aqui, quando dava fome comia mais isso ali e pronto. Também acredito ter sido aquele papo de “perdeu gordura, ganhou músculo”. Me mantive ainda na casa dos 45.5kg. Na época dos treinos para a meia maratona, perdi um pouco. A alimentação tem que ser muito alinhada e a boa hidratação é fundamental. O que sempre foi meu ponto fraco, minha maior dificuldade é beber água. Agora melhorei bastante isso.

Desde que comecei a me exercitar em casa senti uma enorme diferença. Consegui bem mais o resultado que queria visualmente: corpo normal, sequinho e leve definido. Fazer exercícios com peso do corpo, melhorou ainda mais meu cardio, resistência e os benditos agachamentos fortaleceram absurdamente para correr sem deixar fadiga muscular. Resultado: estou correndo muito melhor e com as penas leves. Por conta disso também ganhei 1kg de massa magra, estou com 46.5kg e minhas medidas diminuíram. Perdi 4 cm de cintura. De 65 para 61cm. Pretendo entrar mais profundamente em outro post sobre isso, mas eu e Fabinho diminuímos muito o consumo de açúcar. MUITO. Açúcar é uma droga, todo mundo diz isso e nunca levei tanto a sério. Até começar a correr e notar como ele pesa e deixa o metabolismo podre. Ainda comemos uma coisa ou outra aqui e ali, em família e é raro. Mas procuramos alternativas de muitas receitas com açúcar de frutas e tudo mais. Vamos deixar pra outro post 😛

Acredito que tudo faça parte de um todo. Foi importante fazer academia, foi. Agora estou amando a liberdade de fazer o exercício cedo no quintal ou tarde dentro do quarto, onde for e onde der. É divertido. Atualmente nossa compra do mês vem basicamente da feira o que estou cada vez amando mais. Descobrimos novas farinhas, combinações e nos surpreendemos com sabores.

Ainda bato na tecla que as mudanças foram muito maiores dentro de mim. Mesmo deixando de lado a poesia, é verdade. Estou muito mais aliviada e ZEN. Dou o troféu as corridas. Me sinto bem com meu coração. Sinto que ele está mais resistente. Consigo fazer tudo com MUITA facilidade, ergo umas coisas pesadas que meu pai até se assusta. Não ganhei apenas massa estética, ganhei força funcional. E vocês sabem o quanto eu gosto de não depender de ninguém, hahah.

No final das contas fico feliz pela rotina que estamos conseguindo criar. Ás vezes juntos, ás vezes sozinhos, mas sempre unidos. Nosso planos vem dando um pouco mais certo a cada dia. Me esforço para que nossa família continue caminhando assim: com paz em todos os sentidos.

Fico devendo números mais uma vez, mas é só porque realmente não me apego tanto. Se puder dar uma dica é divirta-se. Pense a longo prazo: no prazer, na liberdade e a sensação de bem-estar e disciplina. Esquece percentual X% de gordura dos famosos, peso X da modelo, cintura W da Sheyla do tchan e tantas gramas de proteína por dia.

Nesse mundo que já nos cobra tanto, vamos aliviar e buscar equilíbrio para o nosso corpo e mente. O resto é consequência. De verdade!

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Helenna Pizoni

    Que maravilha Isa!! Que a rotina de exercícios continue firme e forte e esse sapato posts tbm!!!
    Me falta um empurrao pra voltar… mas tudo tem seu tempo certo né?!
    Bjss 💕

    • Isadora Ribeiro

      AI, faremos o máximo <3 tomara!! Simmm! vai que vai 😀

  • ai que saudade dessa mudança que o exercício faz. preciso lembrar que a mudança vale passar pela preguiça, mas hoje a preguiça ainda BERRA no meu ouvido todos os dias =

    • Isadora Ribeiro

      hahahahhahh simm! nos nossos também, vamos se arrastando mesmo. O pós vale muito né? 🙂

  • Alba Salles

    Ai que <3! Hoje fiz os primeiros 6km 😀 Nem acredito! Tô morta mas precisava vir aqui agradecer a inspiração haha Que você vá sempre mais longe! bjs

    • Isadora Ribeiro

      AI QUE LINDAAAAAA!!!! PARABENSSSSS 😀

  • Tatiane Manzo

    É isso ai, o que importa é estar bem.
    Quando perguntam como emagreci tanto, se quero ser uma Gracyane Barbosa …e etc …Eu falo que não importa como estou .. se estou fofinha … ou mais magra .. aprendi a amar a fazer algum exercício e é ele que me trouxe um pouco mais de saúde, consegui ficar mais esperta, mais ativa, não se cansar mais ao subir escadas (ta bom ta bom ..rs de vez em qdo acontece ainda) ….rs .. poder correr sem achar que vai morrer ali na esquina … e por ai vai kkkkk

    Admiro que vocês 2 busquem juntos esse estilo de vida, eu e meu namorado tentamos …rssssss e como tentamos …rs mas acredito que assim que eu casar as coisas mudem …rs

    Beijinhos Isa.
    🙂

    • Isadora Ribeiro

      AHAHAHAH isso mesmo <3 é isso que importa!

  • Anna

    Eu faço pilates já tem mais de um ano, no começo eu perdi uns seis kg, agora estabilezei, mas o que eu mais fico feliz e de conseguir manter essa rotina por tanto tempo.