AMOR, Cartas

> Prometo não encher o saco, Amor.

05/04/2015

Amor,

prometo topar qualquer problema ou dilema ao seu lado para amadurecer e levar a honestidade em cada palavra para evoluirmos juntos. Tudo bem? Claro, eu prometo ser apenas quem eu sei ser: sem máscaras, sem metades. Serei inteira e isso pode, por vezes, não ser tão fácil – para você.

Por isso, prometo saber a hora de parar e te dar espaço, dar o seu momento de solidão quando for necessário, pois só assim estaremos cada vez mais próximos. Prometo respeitar seus limites, mas quando for possível, meu bem, fique sabendo que podemos ir além. Estarei sempre aqui.

Prometo somar calma, sossego e respiro, e trazer todo esse bem, primeiramente para mim, antes de te encontrar, pois é o mínimo: me amar e me cuidar – faça o mesmo por você, sim. Prometo não projetar expectativas, padrões ou uma lista de como você deve agir. Prometo, acima de qualquer coisa, valorizar o seu jeitinho – só seu e bizarro – de me amar. Prometo estar atenta e enxergar o momento certo de falar ou só te abrigar em um abraço. Serei sincera, é só o que podemos ser, mas prometo também, meu amor, nunca te negar meu ombro. Nunca, parceiro. Prometo, ou melhor, te aviso que terei meu mundo e você o teu para construirmos nosso universo. Sempre será assim.

Prometo saber viver sem você porque é saudável não depender de alguém. Prometo amar, nunca aceitar vir a me acomodar e não deixar um problema adubar ao ponto de virar algo gigante para domar e sanar. Prometo cuidar do Amor. Prometo parar de prometer um pouco, pois sei que isso pode vir a cansar, mas, acredite, não é por mal. É por amar demais.

Prometo não encher o saco do Amor, amor. Deixa estar, fluir, ir.

Revisão de: Thaís Chiocca

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Eu acho que as palavras tem vida. Daí quando elas saem da gente vão caminhar por aí e abraçar os corações que sentem. Os corações que amam. E aqueles que de tão sofridos, pensam não amar mais. Aí as palavras esquentam os corações endurecidos e trazem aquela vontade incontrolável e irresistível de começar de novo, de acreditar de novo, de amar de novo. Tô aqui deitada na cama, abraçada pelas suas palavras e depois de um fim de semana feliz e triste, sinto vontade de começar tudo de novo, com amor.

    Brigada, Isa!!
    Um beijo e ótima semana <3

    • Isadora Ribeiro

      Ahhh <3
      Que comentário mais amor. Me senti realizada. Espero que o coração esteja levinho e aconchegado. A gente sofre um pouquinho as vezes, mas amamos muito também, né? faz parte. Um final de semana lindo pra ti :')

  • Tiabetok

    Concordo plenamente no quesito individualidade do casal. Afinal somos pessoas diferentes que por mais que nos completemos, somos inteiros nossos. o texto é muito real e me vi bastante nele. quanto ao jeito bizarro de amar kkkk cada qual com o seu e nossa…que maravilha ele faz pra gente, não é mesmo? e que continue tudo sereno nesse triangulo amoroso lindo.

    Desconstruindo blog

    • Isadora Ribeiro

      Sim <3 que maravilha mesmo!!!
      Amém! que nosso coração continue mansinho. 🙂

  • Vivian Silva

    Amei o texto, Isa!!! Que dom lindo você tem com as palavras. Elas realmente fluem do seu coração e isso é lindo de se ver e sentir.

    • Isadora Ribeiro

      Obrigada, Vi <3
      São de dentro mesmo, fico feliz que isso passe por essa telinha 🙂

  • viver a dois é uma arte mesmo, seu texto tocou fundo aqui, isa! 🙂 parabéns.

    “Prometo respeitar seus limites, mas quando for possível, meu bem, fique sabendo que podemos ir além.”

    • Isadora Ribeiro

      Obrigada, Mari! <3
      Fico feliz !!! 🙂

  • Brends Nunes

    Amei <3

    • Isadora Ribeiro

      <3

  • Débora Alcântara

    Ai que lindo! Poderia ser os votos do casamento, tranquilamente. PARABÉNS! <3

  • Joyce Reis

    simplesmente, perfeito!