AMOR, Observando

> Observando: Sobre dar as mãos

23/03/2015

Dar as mãos para todo mundo nunca foi grande coisa. Nunca.
Nós não nos forçamos a nada, mas simplesmente era bom estarmos juntos e caminhar assim: de mãos dadas – ou quase atadas. Parecia que era o mais certo a se fazer. Ali estava nosso equilíbrio: um pouco dele, um pouco de mim. Nossas qualidades, nossos defeitos, nossas forças e nossas maiores fraquezas em traços da nossa pele. Como nos namoricos de criança, que ninguém dá muita importância: “Eles estão só de mãos dadas, que amor!” Era assim, mas pra nós não era “só”, era bem ao contrário e tem sido assim, pois de repente dar as mãos virou uma aliança sem peso e, sim, um selo simples. Nas mãos eu dizia: “Amigo, eu estou aqui”, com um toque de amor, com um toque de namoro ou paixão, como quiser chamar, tanto faz. Afinal, Amor, meu amigo, sempre estarei para você, para nós porque de verdade sei que de mãos dadas ele sabe quando minha pressão esta baixa e eu sei quando ele esta começando a se irritar. As mãos simplesmente, da forma mais simples, externalizavam o que nenhuma palavra poderia explicar: nos segurávamos pro que der e vier. Sem necessitar um do outro, sem precisar, mas, sim, dividindo as pancadas do dia a dia, e grandes e boas emoções.

Dar as mãos nunca foi grande coisa até eu encontrar você. Nunca dar as mãos para alguém fez tanto sentido pra mim: temos nosso mundo na palma das mãos.

De mãos dadas com meu amor é como planejo a vida viver. Inocentemente amando.
Amando, rindo ou chorando de cada minuto da vida lado a lado, com o futuro em nossas mãos e amando. Amo. Eu amo.

 

Revisão de: Thaís Chiocca

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Vivian Silva

    Que texto mais amor, Isa. Vocês são tão lindos por dentro e por fora! ♡

    • Isadora Ribeiro

      obrigada querida <3
      que a gente continue sempre tentando ser o melhor e com mais amor que podemos levar nessa vida doida, né? hehe amém.

  • Oi, Isa!

    Devia te chamar de Isadora, já que você não me conhece, nem eu te conheço, nem nunca apareci por aqui. Na verdade, esqueci de estudar pro mestrado e fiquei mergulhada no seu blog uns dias. Daí que hoje de manhã eu acordei estranhamente feliz e fui procurar um motivo e o “na nossa vida” me veio à mente. Poxa, tudo aqui exala amor, alegria, serenidade. Ando por aí procurando coisas e pessoas que me inspirem e você, olha só, ganhou disparada nessa minha busca insaciável! Você é linda e as palavras que você diz também! As fotos que você tira e seus olhares, tudo coberto de encantação. Você já olhou pra alguém e disse: quando crescer quero ser que nem ela? Pois então, eu já quis ser muitas, mas hoje quero muito crescer e ser um tiquinho como você!

    Que muitas energias boas te inspirem!
    Parabéns pelo blog lindo e pela linda pessoa que você transparece ser!

    Beijos!

    • Isadora Ribeiro

      Oi Lari(ssa) 🙂 hehe

      Li seu comentário em uma tpm doida e chorei feito criança. Embora, em um dia comum do mês isso também aconteceria – provavelmente. Fico muito feliz de ter conseguido levar um pouquinho de coisa boa no seu dia, através dele. Um pouco de respiro em um dia mais dfiícil. Missão cumprida aqui, hehe.
      Agradeço muito pelo carinho nas suas palavras e desejo que você seja muito muito muito melhor que isso, seja inteiramente essa Larissa querida que deu força no meu dia nessa mensagem linda <3

      tudo em dobro, triplo pra ti e no seu caminho. boa sorte no mestrado! 😛
      vamos seguindo o/

      beijo grande!!

  • Lila Terra

    Puro amor…

    Beijos

    Fotografe com amor

    • Isadora Ribeiro

      <3 <3 <3

  • Camila Lacerda

    Que texto mais fofinho e lindo *-*
    Adoro sua escrita…

    http://www.chaeamor.com

    • Isadora Ribeiro

      eeee!
      obrigada, Camila! <3