AMOR, Entre crônicas

Entre crônicas: Quando um amor vai mal

28/10/2014

– Que foi, mulher?
– Ih, a coisa vai mal.
A coisa é o amor. E aí, parece que nada vai bem. Parece que a vida nos engole, mastiga e gospe pra fora: se é, o que restou. Quando um amor vai mal não tem idade ou maturidade, vai mal e ponto. Com 30 anos nas costas, sofre-se igual adolescente no primeiro amor frustado ou, com 20 anos, chora-se compulsivamente por 3 dias e depois acaba o luto – luto, o momento da dor, não do fim. O amor ainda não acabou. Pelo menos, até alguém dizer. Mas, não adianta explicar, pois quando um amor vai mal, parece que o fim chega a qualquer hora, qualquer momento e por qualquer motivo. Afinal, quando um amor vai mal, se espera qualquer coisa, lágrima, dor ou ação. Quando um amor vai mal, mostramos quem somos, sem aquele alguém; o chão some, o céu nos esmaga e os olhos inundados ficam salgados: sorrir vira quase um exercício digno a se treinar na frente do espelho pra conseguir ser convincente – mas, não engana ninguém. Quando um amor vai mal, vai mal e ponto.

Mas querido, vou lhe dizer, que quando um amor vai mal ele ainda pode ser. Ainda se pode escolher o sim. Quando um amor vai mal, se pode salvá-lo, respeitá-lo e, então, lava esse rosto que a coisa pode evoluir. Quando um amor vai mal, não significa que ele não é bom, significa que ele é normal. Não tem o porquê se envergonhar e não desabafar, ele vai em algum momento mal, não tem como escapar, pra qualquer pessoa que escolheu um dia amar: acontece – com os melhores amores.
Quando um amor vai mal, minha querida, você sabe no fundo se deve tentar ou só deixá-lo ir, nem me ouse perguntar. Já outras vezes, quando o amor vai mal, passa. Como uma chuva de verão… passa, passa o que era mal. É esperar, buscar melhorar. Respirar, não pirar e amar. Pois o amor ele fica, enquanto a gente resolver dar um cantinho pra ficar. E ele fica.
Quando o amor vai mal, ele não vai mal e ponto, perdoe- me. Na verdade, ele só não esta momentaneamente bem. Porque assim é o amor: ele vai, enquanto há amor. Vai amando e segue amado. Vai certo e sem medo. Porque é amor, ora. E amor, amor mesmo que se preste, sempre vence todo o mal.

C’est la vie!

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Isa, acho que essa colocação se encaixa exatamente na realidade de todos os amores “(…) quando um amor vai mal, não significa que ele não é bom, significa que ele é normal (…)”, afinal – como a vida – o amor tem seus altos e baixos e nem por isso deixa de ser belo e de nos encantar.

    Lindo texto, parabéns.
    x.

    • Isadora Ribeiro

      <3

      Obrigada flor! Com certeza, e é com eles que aprendemos, né? 🙂
      feliz que gostou!
      beijinhos!!

  • Leticia Nogueira

    Ás vezes até ir mal nos faz bem, são esses obstáculos que a vida apresenta que nos faz amar cada dia mais, faz descobrir mais o outro, encantar mais.
    Cada post no blog me apaixono mais ainda pelo seu trabalho. :*

    • Isadora Ribeiro

      É tudo isso que tu disse, Leticia, perfeito <3

      Mt mt brigada flor!!
      beijo beijo e ótimo restinho de semana!

  • Aquele momento que o texto vem em hora certa! <3
    Essa semana passei por DR's,esse texto falou tudo o que eu precisava!
    Obrigada mais uma vez Isa!

    • Isadora Ribeiro

      Amém!! coincidência e identificação boa <3
      que venham mais destas por aqui!
      tudo de bom pra vocês! 🙂

  • Thaís

    Estava triste hoje e vim aqui no seu blog ler seus textos maravilindos e me identifiquei com esse, justamente por estar passando por algo parecido… E como as suas palavras, de gente como a gente, melhoram o dia de qualquer pessoa. Obrigada Isa <3

    • Isadora Ribeiro

      fez meu dia, thaís <3
      Obrigada mesmo :')

  • Camila D’Orazio

    Achei esse post por acaso e foi tão importante. Não estou passando por uma fase fácil no meu relacionamento e esse texto acalmou um pouco meu coração. Nunca pare de escrever Isa, sua sensibilidade é tão incrível que toca na alma das pessoas. Obrigada, mais uma vez. <3

    • Isadora Ribeiro

      dei um print no seu comentário <3 obrigada pelo incentivo. fez meu dia mais feliz ler isso!

      • Camila D’Orazio

        <3