AMOR, O que aprendi

> O que aprendi: De amar

20/01/2014

Escolha amar, todos os dias. Enxergue um amigo fiel antes de ser amor. Respeite o tempo do amor. Chore se for preciso, mas mande um SMS de boa noite, mesmo que ainda esteja bravo. Ame o que a rotina tem de melhor. Amar é um exercício diário, as novidades nunca acabam. Não tenha modelos. Não exija bombons ou flores, mas aprenda a enxergar o jeito que as pessoas amam, valorize isso e seja mais feliz. Não planeje tanto, a não ser que seja uma surpresa. Aprenda a rir de sí mesmo e de quem está ao seu lado e leve isso até a velhice. Chame ela de linda em um momento aleatório do dia e terá um sorrisinho sincero. Não tente mudar inteiramente alguém, é egoísmo demais. Mas, saiba valorizar o que o outro tem de melhor. Seja intenso, não tenha medo. Tenha medo de não amar. Aprecie o silêncio do outro, isso é poesia. Diga como é bom vê-lo feliz jogando algo que você acha idiota. Saiba perdoar, saiba escutar. Não existe atalho para o amor, ele é inteiro, por isso não tenha pressa. Sonhe, sonhe alto, mas sempre juntos. Não briguem por quem vai pagar a conta, é perda de tempo. Amar é repartir o que há de melhor, mas a louça suja também faz parte.
Cante as músicas preferidas de vocês, até mesmo aquelas mais clichês. Amar é ser brega e ser ok com isso. Conheça o limite do próximo e o teu limite também. Não compare esse amor com nenhum outro, não vai acrescentar em nada. Sorria e trate bem uma ex, mas vá até o banheiro ver se a franja e a maquiagem estão ok. Não stalkeie, confie. Tenha espaço, dê espaço. Dê tempo quando ele precisar, ele precisa. Dê ouvidos quando ela precisar, ela precisa. Deixe a barba dele crescer que ela pára de pinicar. Deixe ela ficar ás vezes sem maquiagem, a pele agradece. Seja fofa. Seja fofo. Mas, seja bizarro também. Dividir o riso é o melhor amigo do amor e do tempo. não deposite toda sua felicidade nas mãos de alguém, é responsabilidade demais. Nesse meio tempo todo, se ame e se ame pra caramba, não esqueça. O universo do amor é um, mas ser é pessoal.
Não abandone amigos, mas não deixe de almoçar na sogra no domingo, amigos de verdade irão entender. Acredite nas palavras dele, e se não conseguir, não vai rolar. Conversem muito sobre a vida e vejam o pôr ou o nascer do sol. Aprenda a fazer café ou qualquer coisa que arranque sorriso fácil da outra pessoa. Cuide e se deixe ser cuidada. Quando tudo estiver mal, passe creme nos pés do outro enquanto conversam. Cuidem da alimentação juntos, isso é quase uma declaração de amor. Briguem e briguem, mas se resolvam com afeto, isso é só o que importa. Sem respeito, não dá meu amigo, não dá. Vivam anos e anos juntos, mas vivam com carinho e pequenas atitudes, ainda assim, isso é tudo o que fica na memória. Dê mais presentes sem data do que por obrigação.
Deixe o amor ser ele, leve. Deixe ser. Deixe- o ser e pesar um pouco, ás vezes faz bem. Sejam livres, mas sejam juntos. Sejam, inteiros. Acredite no tempo, ele é o melhor amigo do amor, mas nem sempre o nosso, faz parte. Dê chances. Não queira um príncipe encantado, não queira uma mulher maravilha, pessoas espontâneas são muito mais legais, reais e sinceras. Divirta-se, divirtam- se. Porque de regras e tensão já basta o mundo. Ame e tire o melhor proveito disso. E diga, diga quantas vezes e por quantos anos for preciso: eu te amo, isso nunca será demais.

Se você gostou desse post, talvez também goste desses:

  • Talitha Ferreira

    Há um ano li esse texto, e ainda volto aqui pra ler e compartilhar. 💙

    • Isadora Ribeiro

      ahhhh <3 que coisa boa de ler. Obrigada flor!

  • Priscila Farias

    Que coisa linda <3