CRÔNICAS, VIDA

> Um dia deixaremos a vida ser como é

21/02/2017

A gente jura saber o que é preciso para viver. A gente bate o pé que temos que ter isso, comprar aquilo, realizar X coisa e ir para tal lugar. O que a gente não sabe, é que, na verdade, não sabemos de nada.

Um dia não criaremos um padrão de como as pessoas precisam ser. Conseguiremos olhar para cada um como um ser humano com vontades, desejos, opções e ideais. Um dia aprenderemos a deixar de lado a rixa, os discursos pré montados e a necessidade de impor a nossa vontade no outro, na família, seja quem for. Daremos a chance de olhar na contramão e exaltar as coisas boas, para ver a beleza do ser diferente e que nos faz tão únicos. Um dia, olhar para quem as pessoas são e não o que usam, estará na moda.

Um dia a gente resolve deixar de ter razão para ser feliz. Não colocaremos nas costas de ninguém a nossa felicidade e a necessidade de adivinhar o que estamos sentindo. Passaremos a apreciar o que é espontâneo e verdadeiro, ainda que seja completamente diferente do que gostaríamos de ver. Um dia gastaremos mais tempo vivendo do que imaginando como as coisas deveriam ser.

Um dia encontraremos pessoas que farão o nosso silêncio ser confortável e com quem fazer nada junto torna-se o melhor programa para qualquer dia da semana. Antes deste dia, aprenderemos que olhar para o lado e ter alguém sorrindo de volta, sem ter motivos, apenas por você estar sendo exatamente como é, é o maior tesouro da vida. Um dia entenderemos que o que levamos da vida, não é nada que se pode pagar, mas somente as relações que construímos, dia após dia, com esforço. Um dia redescobriremos o que é cativar.
Um dia cairemos na real de que o amor é o melhor remédio que podemos usar e que não há contra indicações.

Um dia olharemos a vida, sem pensar no que ainda não temos, e agradeceremos por todos os aprendizados. Um dia deixaremos a vida ser como é. Neste dia, seremos livres.

Ler & Ver, Tenho, indico e preciso

> MINUTOS DE SABEDORIA NO SEU DIA

20/02/2017

Sempre que publico alguma foto deste livrinho no instagram, recebo uma chuva de mensagens perguntando qual é. E não é por menos, ele é maravilhoso!

Era um dia de semana e precisava comprar um livro para presentear uma amiga. Na hora de pagar, olhei para o lado e vi ele ali: pequeno, delicado e discreto. Por 15,00. Peguei. Me atraí pelo título pois sentia falta de ler algo todas as manhãs, meu horário preferido para refletir ou só encher o coração com algo bom e de esperança.

As mensagens são antigas e eram lidas na rádio Copacabana do Rio de Janeiro nos anos 60. Coincidências boas da vida é abrir todos os dias este livrinho e ter sempre algo que preenche, ensina ou diz aquilo que precisamos ouvir. O livro “minutos de sabedoria” possui várias versões. Não sei se todos possuem frases diferentes, mas sinceramente, podem não ser iguais a este meu e ainda assim recomendo muito. 🙂

Prático, direto e cheio de vida. Você pode levar na bolsa, deixar no trabalho, ler no trâncio ou tomando seu café. Importante é separar estes minutinhos para ele. Ou melhor, para você!

No meu prato por um dia, RECEITINHAS

> No meu prato por um dia: Sem sair da linha!

14/02/2017

Como vocês sabem estamos em tempos de preparação para a maratona aqui em casa. Isso quer dizer alguns dores que vem e vão, cabelo queimado do sol, marcar de shorts na coxa e alimentação bem controlada. Nosso cardápio, feito pela Poly, vem com as quantidade de cada grupo alimentar e em cima delas, fazemos as escolhas pro nosso dia a dia. Seguindo suas orientações dela de compra, as quantidade varia de pessoa pra pessoa e dos gastos de energia. Estamos treinando todos os dias, não só corrida, mas musculação, bike, natação. Então, pensando no preparo para correr bem, é importantíssimo mantermos tudo bem certinho agora. Afinal, faltam apenas 9 semanas. Como não fazemos só isso da vida, alguns dias a gente rebola para fazer tudo certo. MAS, a boa notícia é que o básico, funciona!

6:00am | Antes da corrida: banana + aveia + canela

7:30am | Depois da corrida: mamão + pão com pasta de amendoim integral + café com leite e canela (teve 1 queijo branco que comi antes da foto, HEHE)

10:30am | Lanche da manhã: 1 maçã

13:30pm | Almoço: Kibão de abóbora com queijo branco. Fabinho e eu temos quantidades bem diferentes. O que fiz foi separar a minha quantidade de abóbora cozida e amassada com a farinha de kibe, temperei com cebola picada, alho, sal, orégano, tomilho e páprica. Com abobrinha fica incrível também! Cortei pedaços de ricota e recheie. Assamos no forno por uns 40 minutos. Comemos com alface, tomate, cenoura, lentilha e brócolis. Tão importante quanto pensar nos macronutrientes é ter variedade de legumes, verduras e grãos. Muito importante!

16:00pm | Lanche 1: A gente brinca que come o tempo todo. Estamos seguindo bem certinhos os horários das refeições que é bem importante para não perder musculinhos e tudo mais. Ainda mais nessa fase de treinos, qualquer risco de lesão já assusta. Esse lanche é pequeno e no geral, não tenho fome. Por isso faço esse bolinho que é bem simples e já é completo. 1 ovo + 3 colheres de sopa de aveia + 1 colher de sopa de cacau + essência de baunilha + adoçante a gosto. Quanto Fabinho tem reunião fora, leva em um potinho 🙂

18:30pm | Lanche 2: Panqueca de banana que é feita com 1 ovo + 3 colheres de aveia + canela. Ás vezes eu gosto de colocar só meia banana e deixar o resto para comer junto com a massinha. Ah! um pouco de mel por cima vai bem 🙂

21:00am | Janta: Pensa em uma janta com pressa? Pois é: lanche. Algo que nosso nutricionista fala que eu gostei muito e mudou minha cabecinha, é que seu corpo não sabe que você está comendo “pão” ou “arroz”. Ele sabe que entrou Xgramas de carboidrato. Claro, se a qualidade do pão ou do carboidrato for tão boa quanto de uma arroz integral, por exemplo. Eu semprei gostei muito de lanche, claro, vai pão. hahaha E é uma boa alternativa pra quem não tem tanta fome a noite como eu. Rap 10 integral + alface + pasta de creme de ricota com cenoura ralada, ervilha, queijo e temperinhos + ovo. Sempre “guardo” uma quantidade para comer uns cookies com chá antes de dormir, hehe. Esqueci de fotografar.

Esse foi um dia corrido por aqui. Mas, deixando tudo picadinho na geladeira, fica mais fácil de montar e variar opções. Sem mistério! Só soltar a criatividade de abusar das cores <3

Tenho, indico e preciso

> Limpeza e Impermeabilização de Sofá

13/02/2017

Quem nos segue no instagram já viu que essa semana teve novidade na nossa casa, ou sendo mais específica, no nosso sofá. Quando recebemos o sofá cinzinha para a sala, até comentaram comigo no Youtube para impermeabilizá-lo que deixaria nossa vida muito mais tranquila. O pessoal da Dr. Lava Tudo foi nosso parceiro e veio aqui para fazer uma limpeza e impermeabilização de sofá para nós. Um serviço super rápido e bacana para deixar o centro da casa, pelo menos da nossa, mais limpinho e bem protegido de poeira, umidade, líquidos e Lucy e Ringo, haha.


A limpeza é super rápida e é feita com um equipamento que borrifa a água, depois o sofá é esfregado e por último aspirado até ficar semi seco. Nessa hora que você vê toda sujeira saindo e é SURREAL. Ainda tendo em mente que nosso sofá é quase novo. O sofá seca por completo em torno de 6 horas depois, mas eles recomendam esperar 2 dias para que ele seja impermeabilizado. Aqui marcamos a lavagem do sofá na terça e a impermeabilização na quinta.


A impermeabilização protege as fibras do tecido do sofá e todo o processo demora em torno de 1 hora para ser feito, aqui foi meia hora?! muito rápido mesmo. A durabilidade pode chegar até 3 anos, pois tem que cuidar bem direitinho do bichinho também. Suponhamos que caia um copo de suco é só usar um pano absorvente e secar sem forçar em direção ao sofá, apenas deixando o pano sugar o líquido. Para limpezas mais “pesadas” semanais ou mensais, pode ser feita com água e detergente neutro. Olha ele aí depois de limpo. Infelizmente foto não mostra tanto, mas ele parece novo. Sem manchas de assento e tudo mais.


Um sofá impermeabilizado é bacana para evitar fungos, bactérias e facilitar na hora da limpeza do dia a dia. Esse processo vai salvar a nossa vida. Já gostamos e indicamos muito nos dias que estamos com ele assim 🙂

O que mais me deixou em choque foi que não mudou NADA a textura e aparência do sofá. Eu já esperava que ficaria mais fosco ou com aspecto mais rústico, mas não. O moço que aplicou pra gente, disse que em tecidos mais peludos como o suede, não muda em nadica também. Se você ficou interessado já prepara o colchão, carro e a vida pra limpeza, hahah.

Para quem se interessar em fazer um orçamento online, basta entrar no site www.drlavatudo.com . Aproveite o nosso código de desconto de 12% com o código ISADORARIBEIRO.

AMOR, CRÔNICAS

> “O casamento dos sonhos”

07/02/2017

Casamento dos sonhos é o amor que decidiu lutar e, isso sim,
merece ser celebrado todos os dias.

Alguns possuem um enxoval completo e uma lista de presentes com todos os itens inimagináveis. Outros conseguem juntar com esforço tudo que possuem, financeiramente e dentro de sí, para começar um sonho de ter alguns metros quadrados no mundo e dormem alguns meses no sofá de dois lugares. Alguns usam um vestido branco, enquanto outros, tentam entender como um moletom velho e desbotado pode causar algum ataque de paixão durante a noite. Para uns, uma praia é necessária, outros um sítio, um quintal, uma igreja ou restaurante. Alguns ainda preferem viajar o mundo, outros nem pensam em nada disso. Em todos os sonhos existe algo em comum: o amor.

Casamento é uma forma de dizer que sim, você acredita no amor de uma forma única e especial. É unir famílias, amigos e dividir o bolo da tarde que sobrou com o vizinho. É multiplicar as contas, somar roupa suja, dividir a sujeira dos cachorros e as manias de arrumar a casa. Quando imaginar o futuro e envelhecer ao lado deste alguém, não é problema, mas uma aventura. Casamento é somar, dividir e multiplicar, não subtrair.

Casamento é virar o mundo de ponta cabeça para tirar um sorriso do outro quando um cano na casa estoura. É ser criativo quando acaba a luz da casa e só se consegue pensar no prejuízo do freezer cheio de comida. Revezar quem vai levar o lixo, comemorar que achou chocolate na despensa em um sábado chuvoso e esperar o outro para jantar ou ser compreensivo quando isso não foi possível. Casamento é comemorar que no final do ano não tem IPTU e que o outro arranjou uma desculpa para ir na Leroy no meio da semana.

Casamento é sentir o mundo em uma pele diferente. É sonhar outros planos e arranjar maneiras de realizá-lo. É sentir o medo, a ansiedade e o cansaço da outra pessoa no final do dia. Casamento é uma forma de viver mais emoções do que o normal. É desbravar a vida com um olhar diferente e criar laços em qualquer lugar do mundo, pois a companhia é agradável. Casamento é assinar que quando as brigas existirem, não há para onde fugir, mas você também, no fundo, não deseja ir para nenhum outro lugar. É quando o sonho da casa própria existe mesmo sem um teto, pois a casa é construída um no outro. 

Casamento é dizer sim a cada dia para as melhores qualidades do mundo e os piores defeitos que está dentro de alguém. Alguém que te deixa doido, mas que é impossível não amar, pois é o mesmo alguém que te faz se sentir confortável em ser quem você imperfeitamente é. Casamento é chorar quem nem criança quando o trabalho não dá certo, rir até a barriga doer assistindo uma série na tv e quando a admiração não tem começo e nem fim. Casamento é quando a realidade de cada dia quer seja dura ou divertida é mais gostosa com essa outra pessoa.

Casamento é uma forma de celebrar a vida. Alguns resolvem festejar ao pé da letra, outros não aguentam esperar e já se mudam e outros nem desejam. Mas, casamento, CASAMENTO, existe quando a vida e os sonhos se misturam de uma forma que é impossível de separar. Com ou sem papel, anel ou um kit novo de panelas.

Casamento é dos sonhos quando o amor é o primeiro convidado da lista.
O que virá depois é festa e celebração. Um dia, a cada dia ou todo dia. Depende da disposição.

Pedaços+Momentos

> Pedaços + Momentos: Alguns medos e muitas pequenas coisas

06/02/2017

Fevereiro: Ta aí um mês em que eu não esperava lá muita coisa dele. Apesar de ser o mês do dia em que nasceu o cara que mais amo e admiro no mundo, é uma época em que desafogamos aquela animação de final de ano e colocamos os pés no chão. Na verdade, comecei o ano esperando pouco de tudo. Comecei querendo fazer, fazer e fazer tudo que não consegui em outros anos porque “não tinha apoio, tempo, medo, condições, jeito“. Eu vou fazer. Então, fevereiro me alcançou.Muita coisa aconteceu apenas nessas semanas e é engraçado pensar nisso. Vi minhas amigas e matei um pingo da saudade, minha sogra virá nos visitar no carnaval, temos planos de viagem em mente. Semana passada, postei dois videos no canal e recebi uma resposta linda de tanta gente! Percebi que temos aqui uma grande família de pessoas que desejam contribuir, rir, aprender, dividir e buscar as coisas mais leves da vida. Já sabia disso, mas fiquei emocionada com a proporção e como pensamos da mesma forma. Sabe aquele amigo tão íntimo que você não precisa ficar se explicando mil vezes para ser bem interpretado? É isso. E isso que faz ser tão gostoso.

Sexta-feira briguei com meus medos e fui na minha primeira aula de natação. Acreditei que nadei 600m? Não acreditei. Fui até no fundo, olhei pra baixo, engoli agua, não surtei. Corri no mesmo dia pela manhã. Foi mágico. Também fiz kibe de abóbora que ficou delícia! Só trigo de kibe, temperos e abóbora cozida hahahah

Sábado ficamos com meus pais, o carro quebrou, decidimos vender. Domingo acordamos 5 da manhã para começar o longo de 28km. Foi surreal. Me diverti, sofri, emocionei, terminei bem. Tão bem!

Falei pro Fabinho que esta foi uma das melhores semanas pra mim. Ele riu. Não tive lá motivos que um pessoa olharia e pensaria isso, mas foi uma semana especial. Foi medo, dores, o desconhecido, os planos e muita vontade de continuar com este cantinho.

Fevereiro já me ensinou que a gente pode se renovar sem esperar um mês ou dia pra isso. Basta cuidar das pequenas coisas. “As grandes se resolveram sozinhas”.

Inspirações

> Dicas para começar a correr

31/01/2017

Desde que começamos a correr, pegamos gosto não só em fazer, mas de falar sobre isso. É normal quando algo nos faz MUITO bem a gente querer recomendar e querer que todos ao seu redor se sintam tão bem também. Claro que é bacana cada um buscar o que dá prazer como: bike, dança, natação, enfim. Voltando para a corrida…

Separei neste post algumas dicas que me ajudaram muito neste processo para começar a correr. Vamos lá? 🙂

  • DEVAGAR E SEMPRE

Primeira corrida que fiz no parque foi engraçada. Larguei em 5:50 por km, velocidade sem noção para quem nunca correu na vida. Digna de dar risada, afinal 150m depois eu não conseguia mais sair do lugar e não conseguia respirar. É nessa hora que você entende que correr exige planejamento. Você precisa pensar na constância X que conseguirá manter pelo tempo X de exercício. Tudo isso é um ponto de interrogação quando você não sabe nem se gosta daquilo e muito menos não sabe o ritmo de respirar. Então, meu conselho: Sabe aquele trote de vovô correndo no acostamento? É este mesmo – são os que vão mais longe. Não tenha vergonha. Só quem corre um tempinho sabe como manter um rimo de todo o corpo por UM KM é difícil e exige persistência.

  • VAI DOER!

VAI. Minha primeira corridinha, antes dessa do parque, foi de 2km na esteira. Por estar na academia mais ou menos 1 mês achei que não ia doer nada depois. HÁÁ! Dia seguinte minhas pernas pesavam o dobro em lugares que nunca imaginei que existiam. Subia escada e o quadríceps gritava, na frente da canela(?) pareceria ter uma faca, tornozelo e em cima do joelho parecia que amarraram um tijolo. A gente treina justamente pra criar essas “micro lesões” que vamos fortalecendo com o tempo. A corrida é um esforço super repetitivo então é preciso estar com o corpo resistente e forte! Coisa que nessa época tão sedentária do ser humano, não estamos nenhum pouco. Mas ficaremos é só persistir! 🙂 E para isso…

  • CADÊ OS MÚSCULOS ?!

… Músculos são necessários e MUITO! É na musculação que você irá fortalecer todo o corpitcho, tendões e ligamentos para aguentar os impactos da corrida – que são MUITOS. Corpo de atleta de elite é SECO que só, mas é puro músculo. Pense que o seu pézinho e a mecânica do seu quadril e costas que irá “carregar” todo peso do seu corpo por pelo menos 30 minutos. É intenso! Muita gente menospreza a musculação, ainda mais porque bem no começo ela deixa muita fadiga muscular e compromete os treinos de corrida. Garanto que depois acostuma. Mas, se hoje, tanto eu quanto Fabinho não nos machucamos correndo “por conta”, foi por causa dos benditos exercícios com elástico, ferro, peso do corpo. Fabinho já fez uma cirurgia no joelho, então sempre foi bem empenhado no fortalecimento mesmo não sentindo dores nas corridas. Eu senti bastante. Tive (ainda tenho) que agachar horrores para proteger o joelho e peito do pé de dores. Ah!! Não é só perna! Costas, peito e abdômen são muito importantes, pois darão estabilidade para todo o corpo. Quando dizem que corrida mexe com tudo, é verdade. Se você não quer evitar se lesionar para correr felizinho, capriche.

  • RESPIRAR É PRECISO E DIFÍCIL

Acertar a respiração foi a minha maior dificuldade. Justamente por sair feito uma louca desvairada no início. Muitos treinadores recomendam começar a correr por 1 minuto e caminhar por 1 minuto e assim vai progredindo o tempo a cada semana de treino. Para mim não funcionou bem. Eu sentia que quando começava a me entender com a respiração, eu tinha que parar para caminhar e perdia o ritmo. Segui o conselho do meu cunhado “não vai pelo puxa um solta dois pela boca, tenta deixar fluir”. Isso funcionou bem comigo. Claro, com o tempo fui acertando melhor as puxadas de ar com a velocidade e tudo o mais, mas no começo além de me deixar mais livre, isso me deu segurança para ouvir o meu corpo. A respiração foi de uma dificuldade para algo prazeroso de entender e me dedicar. Sem música nos ouvidos, sem nada, só persistindo. Correr na esteira me ajudou demais a ganhar ritmo, além de dar uma amortecida no impacto do começo.

  • TÊNIS É INVESTIMENTO

Acho que esta é a única coisa que não dá para fugir. Top errado, shorts que incomoda no começo a gente aguenta. Claro que se você tiver condições já compre de marcas esportivas para melhorar o seu conforto, mas não é nenhum pouco obrigatório. Eu fui montando tudo aos poucos. Até fiz 3 corridinhas com um tênis BEM nada a ver e resolvi ir atrás de um decente. O tênis é fundamental e muito individual! A gente curtiu muito a série boost da Adidas. Confesso não conhecer ainda muito da Nike e Asics, duas marcas mais famosas. Vale uma visita nas lojas, conversar com vendedores para entender melhor cada tipo e modelo. Tênis bom é leveza e amortecimento bacana para você, não vá de all star como eu já fiz! hahah

  • CORRER TODO DIA? NOOOOOT!

Acho que aqui mora o maior erro. Eu me coloco no grupo de pessoas que deu uma corridinha, animou, apaixonou e quis tentar no dia seguinte se superar. Mas, se controle!!! Sério. Não corra todos os dias. Coloque uma musculação no intervalo ou até mesmo descanso. A recuperação muscular e de estímulos é bem importante ainda mais no começo. Depois você poderá separar os treinos com intervalados, longos, de ritmo, subidas e assim cada treino irá estimular uma região das pernocas e não forçar apenas um tipo de fibra e grupo muscular. Mais importante do que fazer todos os dias, é fazer sempre. Corrida é persistência. É ritmo e vai virar a melhor coisa da sua rotina 🙂

  • DIVIRTA- SE!

Sim! No começo é difícil. A gente quer correr sorridente que nem em comerciais. A sensação do pós corrida ainda que não tenha sido das melhores, é mágica. Você fica zen pelo resto do dia. Mas neste começo, correr ainda não será um processo natural. Você ainda vai ajustar a quantidade de comida do antes para não passar mal, o tempo de espera para sair, o tênis correto, a roupa adequada, acostumar com as interferências climáticas, o melhor horário, a hidratação, a música se quiser, o ritmo da respiração, as dores do dia anterior. Algumas pessoas possuem mais afinidade ou até melhor condicionamento e talvez tudo isso flua mais rápido, mas sempre digo: CURTA! Demorei 3 meses para calçar o tênis e sair correndo sorrindo feito tonta sem pensar muito e me preocupar. Quando tudo já tiver se tornado um processo natural, você resolve aumentar velocidade, distância, rendimento e então, tudo começa desde o início, quase do zero… 😛

Me perguntam bastante se tivemos algum acompanhamento profissional e não tivemos. Na época estávamos na academia e comentava com o instrutor, mas não passava de um incentivo, não recebíamos dicas. É necessário um? Você precisa fazer um checkup geral, isso é ÓBVIO, antes de qualquer prática de exercício. Sim, até para correr. A gente não tem noção do nível extremo de sedentarismo que a sociedade chegou. Eu sempre fui ativa, de não parar quieta por um segundo e, ainda assim, não tinha acho que meio kg de músculo no corpo haha.  Meu conselho? Vai devagar em uma esteira ou no parque, até para ver se irá gostar. Persista. Se tiver condições financeiras e gostar, invista sim! Aqui fomos indo, indo, indo e virou amor.

Espero que as dicas ajudem e estimulem quem deseja começar a correr 🙂

A corrida mudou a nossa vida, mente, corpo e nos fez enxergar a vida com muito mais calma. Recomendamos.